A verdadeira vontade do povo saharaui (por Hmad Hammad)

À Comunidade Internacional

Mais uma vez, o povo saharaui é traído, desta vez com a colaboração da União Europeia!

O Estado marroquino, com a cumplicidade do governo francês, está a tentar confundir a opinião pública internacional, num estratagema desavergonhado e baseado em uma grande mentira, orquestrado por Marrocos e França.

Esses dois países, ferozes inimigos da liberdade do povo saharaui, estão a tentar convencer a opinião da comunidade internacional e, em especial, o Tribunal Justica Europeu (que decidiu recentemente que os acordos comerciais entre a União Europeia e o Estado marroquino não podem incluir a Território ocupado do Sahara Ocidental) que a população saharaui aceita ser saqueada e roubada, para vender esta mentira apresentam os colonos marroquinos como saharauis.

Sabe-se que a população saharaui nunca beneficiou das suas riquezas ou da sua liberdade.

No entanto, nós, os saharauis, fazemos três perguntas sobre isso:

– Houve um referendo no Sahara Ocidental para consultar o povo saharaui sobre a sua vontade de ser roubado?

– As pessoas que Marrocos apresentou para assinar este acordo são realmente saharauis?

– O nosso representante legítimo a Frente Polisario foi consultado a qualquer momento sobre esta questão?

Deixe-me responder:

-Não! Não houve consulta ao povo saharaui disperso entre o exílio e a opressão nos territórios ocupados, lutando diariamente para alcançar o legítimo direito à autodeterminação e à liberdade dos nossos prisioneiros políticos.

-As pessoas que Marrocos apresenta como saharauis são na realidade colonos marroquinos, os únicos que realmente beneficiam das riquezas em todo o território ocupado do Sahara Ocidental.

-Em terceiro lugar, o nosso representante legítimo e legal, a Frente Polisario, não informou a população de nenhum acordo com essas características.

Por tudo isto:

Queremos esclarecer que estamos contra este acordo ilegal que Marrocos, com a cumplicidade de outros países, está a tentar vender em nosso nome – e nos expressamos, a partir da capital ocupada de El Aaiun do Sahara Ocidental, como cidadãos saharauis, que somos totalmente contra este engano e desta grande farsa orquestrada por Marrocos e França em nosso nome, e deixamos claro que nossas únicas aspirações são exercer o nosso direito à autodeterminação e à libertação de todos os nossos compatriotas, dos prisioneiros políticos que sofrem de maus-tratos e tortura tanto física quanto psicológica.

Queremos denunciar esta violação do direito internacional.

Por último, queremos deixar claro que nosso único representante legítimo é a Frente Polisario e a RASD, e que a liberdade em nossa terra é a cúpula das nossas ambições e que nem Marrocos, nem França nem Espanha podem alterar as nossas convicções.

Sinceramente, o ativista Hmad Hammad (ex-preso político e vice-presidente da CODAPSO)

Em El Aaiun ocupado em 8 de fevereiro de 2018.

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies