Relatório sobre a situação das familias de presos politicos saharauis

Num relatório baseado em dados recolhidos nos últimos 5 anos, a observadora Isabel Lourenço, Ativista de DDHH, Membro da Fundação Sahara Occidental, Colaborador de porunsaharalibre.org) denuncia a gravidade da situação vivida pelas familias dos presos politicos saharauis.

A informação recolhida junto das familias nos territórios ocupados e no reino de Marrocos durantes os julgamentos em Rabat, Salé, Agadir e Marraquexe mostra não só as dificuldades economicas, como sociais e psicológicas que afectam os familiares dos presos.

As longas distâncias que têm que ser percorridas pelas familias que chegam a viajar mais de 1200km para em seguida verem impedida a visita de forma arbitrária são um dos muitos castigos impostos aos presos e seus familiares.

Também é realçado o efeito traumático nos filhos e a constante pressão e perseguição e vigilância a que são sujeitos.

O sistema de rotatividade “sistema roulette” que consiste na transferência dos presos de prisão em prisão em outro dos aspectos que dificulta a organização familiar.

Uma abordagem a uma temática que até ao momento não foi devidamente documentada e que demonstra claramente que Marrocos castiga os presos políticos saharauis e as suas familias muito para além das duras e injustas sentenças atribuídas.

Saharawi Political Prisoners Impact on the Families by porunsaharalibre.org on Scribd

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies