População saharaui protesta contra expolio dos recursos naturais

Na cidade ocupada de Dakhla, Sahara Ocidental, jovens e mulheres sairam ontem às ruas em protesto contra o expolio e roubo dos recursos naturais praticado pelo ocupante marroquino em colaboração com os seus parceiros europeus.

A poucos dias da publicação da decisão do Tribunal de Justiça Europeu (TJE) os saharauis expressam publicamente a sua vontade.

A UE só pode negociar com a Frente Polisario, legitimo representante do povo saharaui, mas tem assinado acordos com o ocupante que viola os nossos direitos diariamente e que é responsável pela morte de centenas de milhares dos nossos familiares, desaparecimentos forçados e que nestas mesmas ruas nos tortura e sequestra“, declarou um dos manifestantes.

A UE ao assinar acordos de qualquer natureza que incluem território ou zona marítima do território não autónomo do Sahara Ocidental incorre na violação do direito internacional.

O acórdão do TJE de Dezembro de 2016 foi muito claro, e espera-se agora a publicação do acórdão referente à pesca pelo mesmo tribunal. O procurador Wahlet emitiu um parecer em que reproduz os mesmos argumentos do acórdão de 2016.

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies