Advogadas francesas detidas arbitrariamente em Casablanca e expulsas do território marroquino

COMUNICADO DE IMPRENSA

Nós, Ingrid METTON e Olfa OULED, advogadas da ordem de advogados de Paris, expressamos a nossa mais profunda indignação com a nova infração à nossa profissão e a obstrução do exercício dos direitos de defesa.

Como advogadas da defesa dos prisioneiros saharauis, viajamos a Marrocos para visitar os nossos clientes em seu recurso de cassação após sua condenação pelo Tribunal de Recurso de Rabat em 19 de julho de 2017.

Ontem, segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018, fomos abordadas na descida do nosso avião em Casablanca às 20h40. Nossos passaportes foram confiscados. Fomos detidas sem causa, justificação e sem qualquer notificação até até às 14h do dia seguinte antes de sermos expulsas do território.

Por mais de 18 horas, fomos colocadas sob escolta policial na zona internacional do aeroporto de Casablanca e deixados sem informação.

Esta detenção arbitrária não pode ser contestada pelos nossos colegas marroquinos, na ausência de qualquer decisão escrita. Não recebemos visita das autoridades competentes, incluindo as autoridades consulares.

Pela terceira vez nesta questão, as autoridades marroquinas nos impediram de exercer o núcleo da nossa profissão: a Defesa.

De fato, em abril de 2016, a Sra. METTON já havia sido presa no seu hotel e arbitrariamente detida na sede da polícia de Rabat e expulsa sem qualquer enquadramento legal.

Em maio de 2017, nós as duas fomos violentamente expulsas pela polícia do tribunal de Recurso de Rabat em pleno exercício das nossas funções, enquanto advogadas apontados para a defesa. A Sra. OULED foi ferida durante este ataque.

Todas as nossas queixas apresentadas em França foram encerradas até o momento.

Os nossos clientes, enquanto isso, não podem mais receber visitas dos seus advogados. Eles são incapazes assim de preparar a sua defesa.

Reafirmamos que a defesa deve ser exercida livremente para todos e em todos os lugares. Nós carregamos em nós este princípio fundador da profissão de advogado e não vamos parar de defendê-lo, em todo o mundo.

Ingrid METTON e Olfa OULED

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies