Presos politicos saharauis em greve de fome ameaçam entrar em “Greve Seca”

Segundo informação das famílias dos 4 presos politicos saharauis do grupo Gdeim izik em Greve de fome na prisão de Kenitra desde dia 9 de Março, Sidi Abdallahi Abbahah, Abdallahi Lakfawni, El Bachir Boutanguiza e Mohamed Bourial entrarão em greve de fome seca a partir de 4a feira caso nenhuma das suas reivindicações seja aceite pelas autoridades marroquinas.

A greve de fome seca implica não ingerir qualquer alimento ou liquido.

As greves de fome “secas” são raras. O corpo não pode sobreviver mais do que alguns dias sem água, e a morte ocorreria na primeira semana na maioria dos casos.

Segundo a autora de “Primeiro não cause danos: ética médica no direito internacional humanitário“, Sigrid Mehring: Em termos médicos, a morte por recusa de comer ocorre no caso de uma “greve de fome seca” (recusa de comida e água) após cerca de três a quatro dias. Os riscos para a saúde aumentam quando o grevista não estava de boa saúde e já sofria de problemas de saúde.

Os 4 grevistas encontram-se há 32 dias sem ingestão de alimentos, com perda substancial de peso, perda de autonomia de locomoção, dores intensas, perdas de sangue, falta de ar e outros sintomas “normais” numa greve de fome que é já superior a um mês.

A greve de fome é um recurso extremo, e um instrumento político válido. Em caso de morte de um destes grevistas a opinião pública irá estar contra as autoridades marroquinas. Sobretudo porque desde o inicio desta greve os 4 presos politicos não tiveram nem assistência médica adequada, foram colocados em celas de isolamento/castigo e durante dias lhes foi recusada água potável.

Todos os organismos a nível internacional estão alertados para a situação dos presos e têm acompanhado a greve desde o inicio, Marrocos é responsável pela integridade física das pessoas que mantém detidas, aguardamos os próximos dias para ver se mais um crime se irá somar à já longa lista de assassinatos de Saharauis às mãos do governo Marroquino.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies