UA: Delegação marroquina é excluída de uma reunião em Addis Abeba

aps.dz.- ADDIS-ABEBA – A União Africana (UA) decidiu neste sábado proibir a entrada de todos os membros de uma delegação marroquina, depois de esta tentar entrar na reunião de ministros das Relações Exteriores de 15 países africanos, incluindo a República Árabe Saharaui Democrática (RASD), que discutiam a consulta em torno do tema da reforma institucional da UA, nos termos da resolução 687 da última cimeira de Adis Abeba, informa a agência de notícias saharaui (SPS).

A reunião realizada em Addis Abeba, na presença de uma delegação saharaui chefiada pelo Ministro da Água e do Ambiente, Brahim Mokhtar, foi adiada por duas horas, devido a uma tentativa da delegação marroquina de invadir o recinto, provocando a indignação das delegações presentes e dos líderes da Comissão Africana.

Após a tentativa da Comissão Africana de convencer a delegação marroquina de que o seu país não foi convidado para esta reunião, cuja consulta envolve apenas 15 Estados, em conformidade com o parágrafo 3 da resolução 687, resultante da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo de janeiro de 2018 , Marrocos disse que está “determinado a participar da reunião ao lado dos 15 estados envolvidos neste tema da reforma, incluindo a RASD”.

Segundo fontes bem informadas citadas pela SPS, o Presidente do Conselho Executivo da UA, o Ministro dos Negócios Estrangeiros do Ruanda, decidiu pôr termo às provocações de Marrocos e à sua atitude não diplomática “, ao fazer uma mudança de sala de reunião e reforçar as medidas de segurança para proibir a entrada de membros da delegação marroquina.

Marrocos fracassou mais uma vez em impor as suas decisões à UA, enquanto o Presidente da Comissão da UA, Moussa Faki Mohamed, e o Presidente do Conselho Executivo da UA lamentaram o atraso na realização da reunião, acrescentaram as mesmas fontes.

A reunião consultiva discutirá os novos desenvolvimentos na implementação do Projecto de Reforma da UA e as questões orçamentais e financeiras, questões prioritárias identificadas na Cimeira da UA e nas Comunidades Económicas. de acordo com o princípio de dependência e integração.

A RASD assiste à reunião, com uma delegação chefiada pelo Ministro da Água e Ambiente, Brahim Mokhtar Boumakhrouta, acompanhado por MM. Lamine Baali, embaixador do Sahara Ocidental na Etiópia e da UA e Dadi Essalek, assessor de imprensa cultural da Delegação Saharaui na Etiópia e na UA.

O grupo de 15 estados envolvidos na consulta sobre a reforma institucional da UA é composto por três países de cada região, propostos pelos cinco territórios.

A República saharaui gozou da confiança da região do norte de África, bem como da Argélia e do Egipto, para poder ser membro deste grupo.

1 comentário em “UA: Delegação marroquina é excluída de uma reunião em Addis Abeba

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies