Membros do EFF (África do Sul) manifestam em frente da Embaixada do Reino de Marrocos contra a ocupação ilegal do Sahara Ocidental

jacarandafm.com.- EFF promete remover Marrocos da UA. A Economic Freedom Fighters (EFF) afirma que a Embaixada de Marrocos não deve estar na África do Sul.

Membros da EFF manifestaram-se em frente à Embaixada do Reino do Marrocos em Pretória na quinta-feira, contra o que o partido chama de ocupação ilegal do Sahara Ocidental.

O secretário-geral do partido, Godrich Gardee, dirigindo-se aos manifestantes disse:

“Eles estão a oprimir o nosso povo. Eles são a nova Europa que está a colonizar o povo africano. A sua embaixada não tem lugar na alma do povo da África do Sul. O governo do EFF vai fechar esta embaixada em 2019 quando substituirmos o ANC ”.

A Frente Polisário do Sahara Ocidental luta pela independência desde 1975.

O líder do partido, Julius Malema, foi nesta semana empossado como membro do Parlamento Pan-Africano, que é o órgão legislativo da União Africana (UA).

Gardee disse aos apoiantes que Marrocos não tem lugar na UA.

Leer más …Membros do EFF (África do Sul) manifestam em frente da Embaixada do Reino de Marrocos contra a ocupação ilegal do Sahara Ocidental

SOGAPS – Galiza pede a Macron que intervenha para que Claude Mangin possa visitar seu marido Naama Asfari

Numa carta dirigida ao Presidente da República Francesa, o Sr. Emmanuel Macron, Solidariedade de Galega Co Pobo Saharaui (SOGAPS-Galiza) apela à sua intervenção a favor de Claude Mangin para que as autoridades marroquinas lhe permitam entrar em Marrocos e visitar o seu marido, o preso político saharaui do Grupo Gdeim Izik, Naama Asfari.

Claude decidiu entrar em greve de fome em 18 de abril para que seja respeitado o seu direito de visitar seu marido Naama, atualmente detido na prisão de Kenitra, em Marrocos.

Leer más …SOGAPS – Galiza pede a Macron que intervenha para que Claude Mangin possa visitar seu marido Naama Asfari

Marrocos adia julgamento de jornalista saharaui

O tribunal de primeira instância de El Aaiún adiou hoje para 14 de Maio o julgamento de Laaroussi Ndour, detido arbitrariamente no passado dia 2 de Maio.

O fotógrafo e editor do Bentilli Center, um dos vários grupos de comunicação social saharauis dos territórios ocupados, que diariamente denunciam e filmam as violações dos direitos humanos no Sahara Ocidental cometidas por Marrocos foi detido de forma violenta na Avenida Smara segundo testemunhas várias.

Esta manhã quando foi presente a tribunal não tinha o aparelho auditivo que necesita e que lhe foi retirado pelas autoridades de ocupação marroquinas.

O julgamento teve que ser adiado uma vez que Ndour estava com dificuldades de audição.

Amigos, activistas e familiares foram ao tribunal demonstrar o seu apoio ao jornalista e em protesto pela sua detenção arbitrária.

Leer más …Marrocos adia julgamento de jornalista saharaui

Organizações da Alemanha, Suíça e Juristas europeus escrevem a Macron em apoio a Claude Mangin

As organizações:

Freiheit für die Westsahara e.V.,

terre des hommes Alemanha,

terre des hommes Suíça,

Medico international,

Gesellschaft für bedrohte Völker

ELDH/EJDM Europäische Juristen für Demokratie und Menschenrechte

enviaram um apelo ao presidente francês, Emmanuel Macron, solicitando o seu apoio e acção junto do governo marroquino para que Claude Mangin seja autorizada a visitar o seu marido Naama Asfari, em detenção arbitrária desde 2010 em Marrocos.

Leer más …Organizações da Alemanha, Suíça e Juristas europeus escrevem a Macron em apoio a Claude Mangin

Presos politicos saharauis de novo transferidos

Sidi Abdallahi Abbahah e Mohamed Bourial, presos políticos saharauis do grupo de Gdeim Izik foram transferidos esta madrugada da prisão de Kenitra para Tiflet 2.

Segundo informação da familia Abdallahi Abbahah e Mohamed Bourial foram muito mal tratados.

Mais uma vez a transferência destes presos políticos ocorre sem qualquer informação à familia ou aos advogados dos presos.

Sidi Abdallahi Abbahah, cumpre uma sentença perpetua e tem sido alvo sistemático de repressão e tortura desde a sua detenção arbitrária em 2010.

Mohamed Bourial cumpre uma sentença de 30 anos.

Ambos estiveram 33 dias em greve de fome com os seus companheiros Mohamed El Bachir Boutanguiza e Abdallahi Lakfawni este ano.

Leer más …Presos politicos saharauis de novo transferidos

União de Mulheres Saharauis apela a Macron

A UNMS (União de Mulheres Saharauis) enviou uma carta dirigida ao presidente da República Francesa, Emmanuel Macron apelando à sua intervenção junto das autoridades marroquinas para que permitam a Claude Mangin visitar o seu esposo Naama Asfari preso politico saharaui detido em Marrocos.

Leer más …União de Mulheres Saharauis apela a Macron

Carta de apoio e solidariedade: Greve de fome de Claude Mangin Asfari

Zwe Mandela e Claude Mangin

Apresentamos-lhe as saudações deste Ano da Celebração do Centenário de Nelson Mandela e afirmamos o nosso apoio continuado ao seu corajoso legado de solidariedade com os povos em dificuldade no mundo, onde quer que estejam e seja qual for a injustiça que estejam a enfrentar; nós nos posicionamos unidos na luta pela justiça, liberdade, dignidade humana e paz.

Apoiamos a luta justa do povo saharauí há décadas e continuaremos a fazê-lo e, por isso, instamos o Governo francês e as autoridades marroquinas a garantir que os direitos humanos básicos de Claude Mangin Asfari e do seu marido Naama Asfari sejam defendidos e respeitados.

A continuação da supressão dos direitos do povo saharauí em violação do direito internacional, e a negação do seu direito à autodeterminação é um crime moral que é tão desprezível quanto insustentável. Notamos com preocupação a violação dos direitos humanos básicos de Claude Mangin Asfari e a negação dos seus direitos a uma vida privada e familiar de acordo com o Direito Internacional Humanitário.

Leer más …Carta de apoio e solidariedade: Greve de fome de Claude Mangin Asfari

Marrocos detém jornalista saharaui – Dia Internacional da Liberdade de Imprensa

Um dia antes do Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, as autoridades de ocupação marroquinas detiveram Laaroussi Ndour, fotógrafo e editor do Bentilli Center, um dos vários grupos de comunicação social saharauis dos territórios ocupados, que diariamente denunciam e filmam as violações dos direitos humanos no Sahara Ocidental cometidas por Marrocos.

A detenção do jornalista Ndour enquadra-se na política sistemática de silenciar os meios de comunicação saharauis, cujos jornalistas são perseguidos e vitimas de maus tratos, torturas e detenções.

Laaroussi Ndour de 26 anos foi detido na noite de 2 de março de 2018 na rua Smara em El Aaiún, capital do Sahara Ocidental ocupado. Segundo testemunhas o jornalista foi detido por um grupo da polícia marroquina e transferido num carro da polícia para a esquadra central. Este jovem jornalista saharaui tem sido perseguido várias vezes pelas autoridades de ocupação por causa das suas convicções políticas.

Bentili, responsabiliza o Estado marroquino pela integridade física de Larousse Ndour , e condena veementemente esta retaliação contra os jornalistas Saharaui.

Leer más …Marrocos detém jornalista saharaui – Dia Internacional da Liberdade de Imprensa

Personalidades apelam a Macron e apoiam Claude Mangin no seu 17º dia de greve de fome

Ayer fue lanzado una petición, que tiene ya más de 200 firmas de artistas, abogados, plíticos y miembros de varias asociaciones, dirigida a Emmanuel Macron, presidente de la República Francesa, apoyando a Claude Mangin-Asfari, una ciudadana francesa en huelga de hambre desde el 18 de abril, para obtener nuevamente su derecho a visitar a su marido detenido en Marruecos.

Entre las personalidades está el conocido actor español Javier Bardem, pero también diputados del MEP y diputados de diferentes grupos politicos.

El derecho de Claude Mangin de ver a su marido, Naama Asfari, prisionero político saharaui del Grupo Gdeim Izik, fue rechazado durante dos años por las autoridades marroquíes que no permiten la entrada de la ciudadana francesa en el país.

La negativa de esta entrada equivale a una prohibición de la visita del marido, que es una violación grave de su derecho básico a una vida privada y familiar, lo que es contrario al derecho internacional humanitario.

Leer más …Personalidades apelam a Macron e apoiam Claude Mangin no seu 17º dia de greve de fome

Comunicado da F. Polisario após o anúncio de Marrocos da ruptura das suas relações diplomáticas com o Irão

Ministério da Informação da República Árabe Saaraui Democrática

Comunicado de imprensa

Após o anúncio de Marrocos da ruptura de suas relações diplomáticas com o Irão, a Frente POLISARIO gostaria de esclarecer o seguinte:

1. A Frente POLISARIO tomando nota da decisão do Governo do Reino de Marrocos, anunciada em 1 de maio de 2018, de romper relações diplomáticas com a República Islâmica do Irão, que acusou de “armar, financiar e formar a Frente POLISARIO através do Movimento xiita libanês Hezbollah “, eu gostaria de negar categoricamente tais alegações, por falta de qualquer tipo de fundação, e que não é nada mais do que uma reedição patética de difamação infundada anterior, em que o Reino do Marrocos tentou tirar proveito da conjuntura regional e internacional em prol de sua agenda expansionista.

2. O Reino de Marrocos pretende adoptar esta medida, que denota um oportunismo político banal, reforçar a sua posição dentro das novas variáveis ​​regionais e internacionais, como um truque para contornar o processo de negociações com a parte saharaui que foi aprovado pelo Conselho de Segurança. na Resolução 2414, adotada em 27 de fevereiro passado; O que coloca Marrocos na difícil posição de assumir suas responsabilidades dentro de seis meses para colaborar na conclusão do processo de descolonização do Sahara Ocidental, de acordo com os princípios da legalidade internacional e da Carta da ONU.

3. A Frente POLISARIO também nega categoricamente a existência de instrutores militares ou a presença militar de qualquer potência estrangeira junto do Exército de Libertação do Povo Saharaui, o braço armado da Frente POLISARIO, que empreendeu a guerra de libertação nacional com coragem e heroísmo usando exclusivamente de elementos e quadros saharauís.

Bir Lehlu, 1 de maio de 2018

Leer más …Comunicado da F. Polisario após o anúncio de Marrocos da ruptura das suas relações diplomáticas com o Irão

Dadi Hamada activista saharaui morre em acidente de transito

No último sábado, 29 de abril faleceu o activista saharaui e membro da União dos Desempregados saharauis Hmada Dadi, vítima de um acidente de trânsito na estrada entre as cidades ocupadas de El Aaiun e Smara.

Nas palavras do activista saharaui dos direitos humanos Hmad Hamad, a perda de Dadi Hamada é um duro golpe para o povo saharaui, que perdeu um ser humano valioso e um companheiro com um enorme e apaixonado compromisso com a causa saharaui, sempre disposto a participar em todos os acontecimentos e lugares onde as pessoas lutam pela liberdade do povo saharaui.

Dadi Hamada deixa uma impressão profunda em todos os saharauís, sendo uma referência de luta e compromisso pelos direitos do povo saharaui.

A equipa de Porunsharalibre.org (Pusl) envia à família e amigos de Dadi Hamada as suas mais sinceras condolências.

Leer más …Dadi Hamada activista saharaui morre em acidente de transito

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies