Comunidade saharaui em França comemora o 45 aniversário da Polisario

No domingo a associação da comunidade saharaui em França comemorou o 45 aniversario da Frente Polisario sob o lema “Parar a repressão no Sahara Ocidental, libertação de todos os presos políticos saharauis e autodeterminação para o povo saharaui“.

O evento que juntou centenas de saharauis contou com a presença de Brahim Mustafa Sayd, ministro para os territórios ocupados do Sahara Ocidental.

A tarde foi preenchida com música, declamação de poesia, e discursos do ministro e dos representantes da associação da comunidade saharaui em França.

Foi claro o compromiso assumido por todos os presentes com a causa saharaui e o apoio incondicional à Frente Polisario.

Regine Villemont presidente da AARASD (associação de amigos da RASD) enfatizou a necessidade de apoiar os activistas dos territórios ocupados e a cooperação entre associações.

Leer más …Comunidade saharaui em França comemora o 45 aniversário da Polisario

Sahara Ocidental: A missão da França é diluir e perturbar a doutrina da ONU

Marruecos leaks.– Desde 1963, a ONU pede um referendo no Sahara Ocidental. Quando a Espanha finalizou o censo da população em 1974 e anunciou à ONU sua disponibilidade para realizar o referendo de autodeterminação, Marrocos interveio para abortá-lo.

Em 1991, Hasan II, vendo que o seu fim estava próximo e que queria legar ao seu filho um Marrocos estável, decidiu terminar a guerra no Sahara, e aceitou o cessar-fogo e referendo de acordo com a proposta das Nações Unidas .

Graças à intervenção da França e dos Estados Unidos, Marrocos anuiu a partir da promessa de Javier Perez de Cuellar que o censo da população saharaui seria estendido aos habitantes das regiões do sul de Marrocos (Tan-Tan e Gulimim).

Quando a operação de identificação dos eleitores terminou, e sabendo Rabat que iria perder a votação num referendo pediu a intervenção da França para esta opção ser removida da terminologia seguida pela ONU para acabar com este conflito de décadas.

Leer más …Sahara Ocidental: A missão da França é diluir e perturbar a doutrina da ONU

Manifestação pela libertação dos presos politicos saharauis em Nancy, França

A diáspora saharaui de Nancy, França organizou uma manifestação em coordinação associações que apoiam o povo Saharaui pela libertação dos presos politicos saharauise em particular com o grupo Gdeim Izik na sexta-feira dia 13 de Abril.

A manifestação começou com uma concentração na praça central da cidade francesa e continou com uma marcha até à sede do governador onde os manifestantes entregaram uma carta pela libertação de todos os presos saharauis.

Durante a concentração e a marcha pela cidade que durou mais de uma hora, os activistas contactaram com a população local informando sobre a situação dos presos politicos e denunciando a detenção de activistas saharauis.

Leer más …Manifestação pela libertação dos presos politicos saharauis em Nancy, França

CGT de França anuncia manifestação à chegada de barco com carga ilegal do Sahara Ocidental

O Key Bay barco que saiu do porto de El Aaiun com carregamento de óleo de peixe tem chegada prevista hoje ao porto de Fécamp em França. A CGT (Confederação Sindical) de França lançou ontem um apelo para que os seus associados se manifestam às 17h00 junto do porto em protesto contra a descarga do Barco, uma vez que a carga é proveniente do Sahara Ocidental e resultado do saque ilegal dos recursos saharauis por Marrocos.

O navio Key Bay, que carregou em El Aaiun óleo de peixe, terá de respeitar a legislação europeia, reiterada pela decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia, a 21 de dezembro de 2016, que não permite a comercialização de produtos originários do Sahara Ocidental sem que haja a aprovação dos Saharauis.

Graças à acção, , de Pilar Alvarez, assessora do presidente da Câmara de Las Palmas, e Florent Marcellesi, Eurodeputado, todas as informações sobre o trajecto e cara do barco ficaram disponíveis quando este fez uma escala técnica em Las Plamas. O Key Bay parou em Las Palmas (Espanha) para reabastecer combustível, e durante esse curto espaço de tempo, a Guarda Civil foi capaz de examinar os documentos de transporte. Parece que as autorizações foram emitidas em El Aaiun sob ocupação marroquina, que estabelece a violação do direito internacional. Na verdade, houve pesca de peixe em águas saharauis e a sua transformação em óleo, em seguida, foi carregado, tudo com autorizações marroquinas, com o objectivo de colocar no mercado europeu produtos destinados a consumo humano. No entanto, tais produtos não podem entrar no mercado europeu sem serem acompanhados por certificados de origem e as garantias sanitárias estabelecidas pela administração do Estado de origem.

Leer más …CGT de França anuncia manifestação à chegada de barco com carga ilegal do Sahara Ocidental

França apoia a continuação da missão da MINURSO no Sahara

Francia-MINURSO-continuar-mision-Sahara_EDIIMA20160329_0690_4

Fonte: ElDiario.es

O ministro francês dos Negócios Estrangeiros e Desenvolvimento Internacional, Jean-Marc Ayrault, expressou hoje o apoio do seu país à renovação do mandato da Missão da ONU para o Sahara Ocidental (MINURSO), criticado nas últimas semanas por Marrocos.

“A posição da França é a mesma de sempre. Somos a favor da MINURSO para levar a cabo a sua missão “, disse Ayrault durante uma conferência de imprensa em Argel com o seu homólogo argelino, Ramtan Lamamra.

“Temos dialogado nas últimas semanas para que o relacionamento entre os parceiros regionais, especialmente Marrocos e a ONU, seja calma”,  acrescentou o chefe da diplomacia gala, chamando a questão saharaui de “delicada” e “difícil”.

Semanas atrás, Marrocos decidiu retirar parte dos seus efetivos da MINURSO em resposta à visita do secretário-geral Ban Ki-Moon, realizada no início de março aos campos onde os refugiados saharauis vivem há 40 anos, no oeste da Argélia.

Leer más …França apoia a continuação da missão da MINURSO no Sahara

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies