Comissão dos 24″ pede para acelerar o processo de descolonização do Sahara Ocidental

 

Nações Unidas (Nova York), 12 de junho de 2018 (SPS)

As delegações dos vários países presentes à sessão anual da Comissão Especial de Descolonização das Nações Unidas, conhecida como a Comissão dos 24, apelaram na segunda-feira à retomada das negociações sobre o Sahara Ocidental para acelerar a descolonização.

O representante do Equador, Diego Fernando Morejon Pazmino, que interveio na sessão sobre a questão saharaui, disse que é importante concentrar-se no relançamento das negociações entre os dois lados, considerando que trinta anos de fracasso são inaceitáveis.

Por sua parte, o representante de Timor-Leste, o Sr. Mautito, solicitou à Comissão intensificar os seus esforços para acabar com o colonialismo, lembrando que nos 17 Territórios vivem quase dois milhões de pessoas.

Mr. Mautito lembrou que a Frente Polisário é o representante legítimo do povo do Sahara Ocidental, sublinhando que o país estabeleceu relações diplomáticas com o povo saharaui e reconhece a soberania da República Árabe Saharaui Democrática que já tem sua embaixada em Dili”.

Leer más …Comissão dos 24″ pede para acelerar o processo de descolonização do Sahara Ocidental

No seguimento da renovação do mandato da missão de paz MINURSO, Polisario insta no imediato lançamento de um processo de negociação directo

Comunicado de imprensa

Mhamed Khadad – Coordinador MINURSO Frente POLISARIO

[Nova Iorque – 27 de abril, 2018] Hoje, o Conselho de segurança votou para prolongar o mandato da missão das Nações Unidas para o referendo no Sahara Ocidental (minurso) por um período de seis meses.

A Frente Polisario toma nota deste desenvolvimento e em particular do curto período de renovação que reflete a necessidade da urgente retomada do processo político das Nações Unidas. A Frente Polisario reitera o seu compromisso a entrar num processo com definição temporal de negociações directas com Marrocos para finalmente permitir o exercício ao nosso povo do nosso direito inalienável à autodeterminação e independência de acordo com as Nações Unidas e sua doutrina de descolonização.

A Frente Polisario observa que através desta resolução, o Conselho de segurança insta na retomada das negociações, sem qualquer condição prévia e de boa-fé. É uma clara e forte mensagem para Marrocos que tem sempre submetido qualquer envolvimento nas negociações a condições prévias, e sempre coloca obstáculos para alterar qualquer progresso em direção a uma solução política que garanta o nosso direito à autodeterminação, como foi sublinhado três vezes no presente resolução.

Leer más …No seguimento da renovação do mandato da missão de paz MINURSO, Polisario insta no imediato lançamento de um processo de negociação directo

Resolução Conselho Segurança Nações Unidas: Declaração do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Argélia

A Argélia toma nota da nova resolução sobre a questão do Sahara Ocidental que o Conselho de Segurança das Nações Unidas acaba de aprovar.

Nota com grande satisfação que esta resolução reafirma, uma vez mais, com clareza, no seu preâmbulo e na sua parte operativa, que não há outra solução para este conflito, do que aquela que garante o exercício pelo povo do Sahara Ocidental ao seu direito inalienável à autodeterminação.

Portanto, só pode dar o seu total apoio ao Conselho de Segurança ao Secretário-Geral e seu Enviado Pessoal para reviver, com uma nova dinâmica e um novo espírito, negociações com vista a alcançar uma solução política justa, duradoura e mutuamente aceitável que promova a autodeterminação do povo do Sahara Ocidental.

Leer más …Resolução Conselho Segurança Nações Unidas: Declaração do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Argélia

A ONU renova a missão no Sahara Ocidental durante seis meses e insta a negociar

ecodiario.- O Conselho de Segurança da ONU renovou hoje a missão da organização no Sahara Ocidental (Minurso) durante seis meses e exortou Marrocos e a Frente Polisário a retomar as negociações para pôr fim ao conflito.

A decisão está contida numa resolução adotada com doze votos a favor e abstenções da Rússia, China e Etiópia, um documento que apela para avançar no sentido de uma solução política “realista, viável e duradoura” para a antiga colonia Espanhola.

Além disso, pede à Polisario que se retire “imediatamente” da zona de separação na área de Guerguerat, no sul do Sahara Ocidental; manifesta preocupação com o plano de transferir as atividades administrativas para Bir Lahlu, no nordeste; e pede que se abstenha deste tipo de “ações desestabilizadoras”.

De acordo com os Estados Unidos, promotor da resolução, a idéia central é tentar desbloquear as negociações nos próximos meses, aproveitando os esforços empreendidos pelo novo enviado da ONU, o ex-presidente Horst Köhler alemão.

Leer más …A ONU renova a missão no Sahara Ocidental durante seis meses e insta a negociar

O Conselho de Segurança da ONU adiou seu voto sobre Sahara Ocidental

lavanguardia.com.- O Conselho de Segurança da ONU vai atrasar a votação da sua resolução anual sobre o Sahara Ocidental, inicialmente prevista para quarta-feira, para tentar resolver as diferenças sobre o texto, edisseram hoje fontes diplomáticas à Efe.

As negociações continuam por enquanto e o Conselho “ainda não está pronto para votar”, explicou um diplomata do Conselho que pediu anonimato.

Por enquanto, uma nova data para a votação não foi estabelecida, que deve ser realizada em qualquer caso antes do final do mês, quando expira o mandato da missão da ONU no Sahara Ocidental (Minurso).

No texto, além de estender a missão, o Conselho de Segurança tradicionalmente expressa sua posição sobre os últimos desenvolvimentos no terreno e sobre o processo político.

Como todos os anos, os Estados Unidos são o país encarregado de redigir a resolução, que geralmente é adotada por consenso.

Leer más …O Conselho de Segurança da ONU adiou seu voto sobre Sahara Ocidental

Sahara Ocidental: A missão da França é diluir e perturbar a doutrina da ONU

Marruecos leaks.– Desde 1963, a ONU pede um referendo no Sahara Ocidental. Quando a Espanha finalizou o censo da população em 1974 e anunciou à ONU sua disponibilidade para realizar o referendo de autodeterminação, Marrocos interveio para abortá-lo.

Em 1991, Hasan II, vendo que o seu fim estava próximo e que queria legar ao seu filho um Marrocos estável, decidiu terminar a guerra no Sahara, e aceitou o cessar-fogo e referendo de acordo com a proposta das Nações Unidas .

Graças à intervenção da França e dos Estados Unidos, Marrocos anuiu a partir da promessa de Javier Perez de Cuellar que o censo da população saharaui seria estendido aos habitantes das regiões do sul de Marrocos (Tan-Tan e Gulimim).

Quando a operação de identificação dos eleitores terminou, e sabendo Rabat que iria perder a votação num referendo pediu a intervenção da França para esta opção ser removida da terminologia seguida pela ONU para acabar com este conflito de décadas.

Leer más …Sahara Ocidental: A missão da França é diluir e perturbar a doutrina da ONU

Marrocos coloca lançador de rockets no sul – a verdadeira face do ocupante

Segundo um artigo de Julio Sanz publicado no site defensa.com, os lança-rockets múltiplos de longo alcance da empresa chinesa Norinco PHL 03 são das armas mais secretos do Exército Real de Marrocos.

Imagens tiradas por amadores e publicadas em redes sociais mostram a deslocação de um comboio de múltiplos lançadores de rockets chamados MLRM (Multiple Launch Rocket System) do PHLO3 do Exército Real, transferindo-os do norte, onde normalmente estão posicionados, para o sul do país.

Uma das imagens mostra dois MLRS a circular na estrada que liga Marraquexe com a cidade portuária de Agadir e uma segunda mostra um dos PHL 03 na cidade antes de entrar nos territórios ocupados do Sahara Ocidental, o antigo Sahara Espanhol, que Marrocos invadiu em Novembro de 1975.

Segundo a análise de Sanz, o exército marroquino está a endurecer o tom contra a tentativa da Frente Polisário de instalar campos permanentes nos territórios libertados do Sahara Ocidental, enviando reforços para o território, como foi publicado pelo meio de comunicação argelino menadefensa.

Leer más …Marrocos coloca lançador de rockets no sul – a verdadeira face do ocupante

Reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, com o Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental

Comunicado de imprensa sobre a reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, com o Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental Horst Koehler

Em 10 de abril, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, recebeu o enviado pessoal do secretário-geral da ONU para o Sahara Ocidental, Horst Koehler, que chegou a Moscovo para uma visita de trabalho.

Durante a reunião, sublinhou-se que não existem alternativas para uma resolução política do problema do Sahara Ocidental, que não estejam em conformidade com as resoluções correspondentes do Conselho de Segurança da ONU. Assinalou-se que a elaboração de um esquema mutuamente aceitável para um acordo sobre o Sahara Ocidental promoveria a melhoria geral da situação no norte da África.

O lado russo manifestou apoio aos esforços mediadores do Secretário-Geral da ONU e seu enviado pessoal, bem como da Missão da ONU para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO) e seu papel fundamental na manutenção da estabilidade regional.

Leer más …Reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, com o Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental

Nações Unidas desmentem Marrocos

Na conferência de imprensa de hoje, o porta voz do Secretário-geral das Nações Unidas desmentiu as afirmações do Reino de Marrocos sobre movimentações da Frente Polisario na zona tampão.

O porta voz confirmou que a MINURSO não registou nenhuma actividade militar por parte das forças saharauis nesta área.

Mais uma vez Marrocos tenta criar um confronto como metodo de obstrução à discussão base do conselho de segurança das Nações Unidas e tenta culpar a Frente Polisario de violação do acordo de cessar fogo.

Esta técnica já foi utilizada nos últimos dois anos.

Leer más …Nações Unidas desmentem Marrocos

Colin Stewart, novo chefe da MINURSO

Nações Unidas – New York

Colin Stewart, do Canadá – Representante Especial para o Sahara Ocidental e Chefe da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO)

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, anunciou hoje a nomeação de Colin Stewart, do Canadá, como seu Representante Especial para o Sahara Ocidental e Chefe da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO).

O Sr. Stewart sucede a Kim Bolduc, do Canadá, que terminou a sua missão em 22 de novembro de 2017. O Secretário-Geral agradeceu à Sra. Bolduc pela sua forte liderança e perseverança ao longo do seu mandato.

Leer más …Colin Stewart, novo chefe da MINURSO

IV Comissão das Nações Unidas: Sahara Ocidental, autodeterminação como única alternativa

Nova Iorque (EUA) (SPS)

A Argélia argumenta “não há outra alternativa do que a autodeterminação”

O embaixador permanente da Argélia nas Nações Unidas, Sabri Boukadoum, afirmou no seu discurso na Quarta Comissão que a descolonização do Sahara Ocidental é “uma questão urgente e crucial para a estabilidade da região”, e reiterou que “não há alternativa ao respeito pelo exercício do direito à autodeterminação”.

“Para a Argélia, a resolução do conflito do Sahara Ocidental é uma questão urgente e crucial para a estabilidade, progresso e integração do Magrebe”, disse Boukadoum, antes de afirmar que é “deplorável que em 2017 ainda existem 17 países não autonomos – pendentes de descolonização “.

O diplomata argelino disse que “o status do Sahara Ocidental é inequívoco”, uma vez que é uma questão de “descolonização registrada na ONU há mais de 50 anos”.

“Todas as resoluções da ONU sobre o Sahara Ocidental adotadas pela Assembléia Geral e pelo Conselho de Segurança afirmam a natureza jurídica inequívoca do conflito, bem como a aplicação do princípio da autodeterminação”, disse Boukadoum.

Leer más …IV Comissão das Nações Unidas: Sahara Ocidental, autodeterminação como única alternativa

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies