Comunicado da ASVDH sobre a expulsão de três investigadores espanhóis

This post is also available in: Español (Espanhol)

asvdhASVDH, 9 de outubro de 2016 – El Aaiun / Sahara Ocidental

Comunicado de imprensa

As autoridades marroquinas expulsaram do aeroporto de El Aaiun, Sahara Ocidental, no Domingo 09 de outubro de 2016, três investigadores espanhóis convidados pela ASVDH (Associação saharaui) para participarem nos Jornadas Abertas, sob o lema “Unidos contra a impunidade e a ocultação da verdade” que se realizavam na sede da associação, a 10, 11 e 12 deste mês.

Às 13h05 horas de dia 9, as autoridades marroquinas impediram após a chegada ao aeroporto de El Aaiun, o investigador espanhol Carlos Martin Beristain a entrar na cidade, e foi forçado a regressar no mesmo avião que o trouxe de Las Palmas Gran Canaria. Depois de algumas horas, e exatamente às 18h45, foram também expulsas após a chegada ao aeroporto de El Aaiun, a investigadora espanhola Gloria Guzman e a Sra. Arantza Chacon que foram obrigadas a regressar para a cidade de Casablanca no mesma avião que as trouxe. As autoridades marroquinas justificaram esses atos para confirmar a sua soberania sobre o Sahara Ocidental e manter a segurança no país.

Os três investigadores tinham a intenção de participar nas Jornadas Abertas com conferências de âmbito jurídico e dos direitos humanos, também estava programado o Sr. Carlos Martin Beristain apresentar o seu livro “O oásis de memória” às próprias vítimas de que fala o sua livro. Além disso, planeava-se que a Sra Gloria Guzman apresentasse o seu livro “Memória das mulheres na resistência saharaui”.