Marrocos expulsa Claude Magin, esposa de Naama Asfari

This post is also available in: Español (Espanhol)

claudemagin

20 de outubro de 2016, porunsaharalibre.org

Na manhã de dia 20 de Outubro as autoridades marroquinas expulsaram Claude Mangin, esposa de Naama Asfari, preso político saharaui do grupo Gdeim Izik, condenado pelo tribunal militar de Rabat a 30 anos de prisão.

À chegada ontem a Marrocos para visitar o marido na prisão, o que tem feito de forma regular nos últimos seis anos, desde a sua detenção. Claude Magin, não foi autorizada a sair do aeroporto de Casablanca a partir do qual foi expulsa esta manhã, tendo que regressar a França onde vive.

A actividade da Sra. Magin em defesa do seu marido e pela sua libertação tem tido grande visibilidade em França, algo que o regime marroquino não admite. A denúncia sobre a situação do seu marido e os restantes 20 presos do Grupo Gdeim Izik, dos quais 9 foram condenados à prisão perpétua, tem sido um espinho no pé de Marrocos.

De acordo com a lei nacional, e os acórdãos e convenções internacionais ratificadas pelo Reino de Marrocos, os prisioneiros têm direito de visita por parte dos familiares diretos.

A expulsão da Sra. Mangin, impossibilita assim o exercício desse direito.