Assembleia da CEBRAPAZ aprova moção de apoio à RASD

cebrapaz

4ª Assembleia Nacional do Cebrapaz
17 de Novembro – São Luís – Maranhão

Um drama dos nossos tempos é a saga do povo Saharaui por sua libertação nacional.

A ocupação do Sahara Ocidental, que já dura há quatro décadas, é um flagrante exemplo de injustiça, opressão nacional e violação do Direito Internacional. Uma expressão do abominável colonialismo – o Sahara Ocidental é a última colónia de africana.

A luta do povo saharaui é legitimada pelas Nações Unidas e pela União Africana. A Frente Polisario foi declarada pela ONU representante do povo do Sahara Ocidental, em novembro de 1979. Há 25 anos, as Nações Unidas e a União Africana, com o acordo da Frente Polisario e o governo marroquino, decidiram pela realização de um referendo para, de maneira justa e democrática, assegurar ao povo saharaui o direito à autodeterminação. Contudo, o reino de Marrocos ignora o Direito Internacional e as decisões da ONU, contando com o beneplácito de potências imperialistas. Nomeadamente a França.

Ao invés de realizar o referendo, a monarquia construiu um muro de 2720 quilómetros, em cuja extensão estão instaladas milhões de minas. O muro, dia e noite vigiados por milhares de soldados, instalados e armados em casamatas, separa o território ocupado das áreas libertadas.

O conflito do Sahara Ocidental é questão urgente a resolver e o Cebrapaz junta sua voz a todos que se perfilam ao lado do valente povo da República Árabe Saharaui Democrática.