Esta entrada también está disponible en: Español (Espanhol)

Anass Omari, o menino de onze anos que tinha sido retirado à sua familia em El Aaiun ontem, por ter feito uma bandeira da RASD foi hoje devolvido à sua casa em El Aaiun.

Anass tinha passado a noite na esquadra da policia e ia ser internado no orfanato de Salé, a mais de 1000km de distancia em território marroquino.

A policia de ocupação justificou esta acção por Anass ter feito bandeiras da RASD (República Árabe Saharaui Democratica).

O menino tinha escrito uma carta dirigida às crianças e jovens saharauis a pedir que não o esquecessem.

A indignação da população saharaui assim como a divulgação e denuncia do caso nas redes sociais e meios de comunicação social exerceram a pressão necessária para que a criança fosse devolvida à sua familia.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies