Esta entrada también está disponible en: Español (Espanhol) English (Inglês)

Num protesto simbólico, os jovens saharauis desempregados colocaram-se em uma fila encadeados uns aos outros em frente ao centro de emprego na cidade de El Aaiun, esta segunda-feira, 19 de fevereiro.

Os manifestantes mostraram desta forma a sua determinação de continuar a exigir o direito ao emprego e contra a discriminação que sofrem nos territórios ocupados, onde os colonos marroquinos ocupam quase todos os empregos disponíveis.

Uma clara estratégia de apartheid das autoridades marroquinas.

De mãos dadas, como um só corpo, contra a opressão, a discriminação e a ocupação ilegal, esses jovens manifestantes saharauis são prova viva de que os acordos entre a União Européia e Marrocos não beneficiam a população saharaui.

As forças de ocupação marroquinas atacaram e espancaram violentamente os manifestantes para abrir as suas correntes, o que demorou muito tempo, pois as correntes eram difíceis de remover.

Vários dos manifestantes tiveram de ser transportados para o hospital devido aos ferimentos sofridos.