Declaração do ANC sobre o Manifesto de 2019 Respeitar as Relações Internacionais e a Cooperação

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Na prossecução dos seus objectivos de Relações Internacionais e Cooperação, o Congresso Nacional Africano (ANC) é informado pela Carta da Liberdade, adoptada a 26 de Junho de 1955, onde afirma: “Haverá Paz e Amizade”.

Este princípio baseia-se nas Declarações Africanas adotadas em 1943 e em todas as nossas Resoluções da Conferência Nacional que se baseiam na Solidariedade Internacional como um pilar da Revolução Nacional Democrática (NDR).

A nossa visão do mundo é baseada nos princípios fundadores da Carta da Liberdade, a saber: um mundo no qual há respeito pelo direito à soberania nacional de todas as nações; e a busca da paz e amizade mundiais, e sem guerras. O ANC, tem como objetivo estratégico garantir que construamos uma África melhor e o mundo livre dos grilhões do subdesenvolvimento e do legado do colonialismo. Como tal, continuaremos a avançar no nosso internacionalismo progressivo e solidariedade em todo o mundo.

Sahara Ocidental

A nossa 54ª Conferência Nacional observou que o Sahara Ocidental é a única colónia remanescente no continente africano e reafirmou ainda o direito inalienável do povo saharaui à autodeterminação e independência. Por conseguinte, reafirmamos o nosso compromisso de fortalecer e intensificar o apoio da África do Sul ao povo saharaui na sua busca da autodeterminação.

Para este fim, louvamos o recente acolhimento da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) (25 – 26 de Março de 2019) da Cimeira da Solidariedade da SADC em Pretória. Consistente com as decisões da ONU e da UA de permitir ao povo do Sahara Ocidental exercer o seu direito à autodeterminação, esta Cimeira representa um marco para o avanço e reafirmação do direito da República Democrática Árabe Saharaui à autodeterminação.

7 de abril de 2019