O Presidente Ghali visita o Panamá, convidado para a tomada de posse do recém eleito presidente Laurentino Cortizo Cohen

Cidade do Panamá (Panamá) 30 de junho de 2019 (SPS) – O Presidente da República, Secretário Geral da Frente POLISARIO, Sr. Brahim Ghali, chegou sábado à capital panamenha a convite do governo daquele país para participar na cerimônia de transmissão do mandato presidencial e tomada de posse do novo presidente da República do Panamá, Laurentino Cortizo Cohen.

O Presidente da República foi recebido no Aeroporto Internacional de Tocumen por representantes das Autoridades Nacionais do Panamá, onde uma unidade militar de plantão deu honras militares, antes de se dirigir à imprensa panamenha e internacional convidada para a tomada de posso do novo presidente panamenho.

O Presidente da República, em declarações à imprensa, reafirmou a força das relações históricas entre a República do Panamá e a República Saharaui, reiterando o desejo de consolidar ainda mais estas relações e manifestou a sua gratidão por este convite.

Durante esta visita, o Presidente da República manterá conversações com as autoridades panamenhas, Chefes de Estado e Governo e delegações convidadas.

O Presidente da República é acompanhado, nesta visita, por uma importante delegação saharaui que inclui o Sr. Mansur Omar, Ministro Delegado para a América Latina, Ali Mahmud, Embaixador no Panamá, Suleima Tayeb, Embaixador na Nicarágua, Abdati Breika, Conselheiro da República. Presidência da República, Omar Hassana, primeiro secretário da embaixada saharaui no Panamá, bem como outros funcionários do Ministério dos Negócios Estrangeiros da RASD.

O presidente eleito do Panamá, Nito Cortizo, destacou as “grandes relações” com a República Saharaui.

O presidente da República Democrática Árabe Sarauí, Brahim Gali, reuniu-se com o presidente eleito da República do Panamá, Nito Cortizo, para expressar os parabéns do povo saharaui e manifestar a sua vontade de continuar a reforçar as excelentes relações com o país latino-americano.

Brahim Gali, que já havia descrito o Panamá como “um exemplo de solidariedade e apoio a justas lutas no mundo”, abordou com sua contraparte as relações entre os dois povos e a necessidade de continuar a fortalecer as pontes de troca entre a África e a América Latina.

O novo presidente do Panamá, Nito Cortizo, expressou sua satisfação pelo encontro, destacando que “somos dois países geograficamente remotos, mas com ótimos relacionamentos”.

O Panamá reconheceu e iniciou relações diplomáticas com o Estado saharaui em 23 de junho de 1978. Um fato que dá ao país latino-americano um lugar privilegiado na história e na luta do povo saharaui.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies