Manifestações em frente ao consulado e embaixada de Marrocos em Espanha e França

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- A 25 de Julho 2019 as organizações de amizade e representantes dos saharauis em Bilbao, Espanha e França realizaram manifestação em Frente ao Consulado Marroquino e à Embaixada Marroquina.

Os protestos realizaram-se no seguimento dos acontecimentos recentes nos territórios ocupados do Sahara Ocidental. As forças de ocupação Marroquinas atacaram durante vários dias a população indefesa, resultando numa morte confirmada, centenas de detenções, incluindo menores e crianças, espancamentos, sequestros e raids casa a casa, forma utilizados canhões de água, armas de fogo com munições reais e balas de borracha e gás lacrimogénio.

Os manifestantes exigiram o fim da ocupação nos territórios ocupados do Sahara Ocidental e a libertação dos presos políticos saharauis e condenaram e rejeitaram a onda de repressão do regime marroquino contra a população civil. Apelaram à comunidade Internacional uma intervenção imediata para proteger a população saharaui.

Em Bilbao com o slogan ” Marrocos Culpado, Espanha responsável”, uma mensagem clara foi enviada ao Estado espanhol – a sua responsabilidade política, legal e moral latente no Sahara Ocidental e diante das constantes violações dos direitos humanos no território.

Em Paris os manifestantes, que iniciaram uma marcha da Praça do Trocadero para a embaixada do Marrocos, enviaram uma mensagem ao Conselho de Segurança da ONU pedindo-lhe que tomasse medidas e estendesse o mandato da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental ( MINURSO) para proteger os direitos humanos do povo saharaui.

Fizeram também um apelo ao governo francês, membro permanente do Conselho de Segurança, para parar de apoiar Marrocos e para fazer cumprir a Declaração Universal dos Direitos Humanos. “A França deve apoiar as resoluções da ONU e o direito do povo saharaui à autodeterminação e à independência”, exigiam os manifestantes.