Forças de ocupação marroquinas cercam El Aaiun para a celebração do futsal CAN-2020

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- A capital do Sahara Ocidental ocupado, El Aaiun, está totalmente cercada pelas forças de ocupação marroquinas durante a celebração do Futsal CAN-2020 por Marrocos, isolando totalmente os locais onde se realizam os vários eventos.

Segundo informação ao PUSL, ativistas saharauis de direitos humanos relatam que as suas casas são totalmente controladas pela polícia à civil e uniformizada. Eles controlam todos os seus movimentos a ponto de, na tarde de ontem, um jovem saharaui ter sido preso por exibir uma bandeira saharaui em frente ao hotel Nagjir, onde estão concentradas algumas das equipes participantes do evento desportivo.

Segundo as mesmas fontes, a população saharaui, apesar da presença de milhares de membros das forças de ocupação, está disposta a protestar contra este novo ultraje por parte do ocupante marroquino e da inação da comunidade internacional.

A celebração de eventos desportivos internacionais nos territórios ocupados é outra maneira que Marrocos usa para “normalizar o status quo”.

A celebração do Campeonato de Futebol de Salão da CAF (Confederação Africana de Futebol) em El Aain recebeu o boicote da África do Sul, Argélia e numerosos protestos internacionais, como a Federação Internacional contra a Corrupção Desportiva (FIACS), que solicitou a Confederação Africana de Futebol (CAF) que “reconsidera o domicílio” deste evento nesta cidade ocupada por Marrocos e que respeite “o caminho da legalidade internacional”.