Marrocos ordena a Mesquitas em Espanha, Rússia, China e Médio Oriente a fazer a apologia da legitimidade da ocupação do Sahara Ocidental

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Num acto sem precedência o reino de Marrocos utiliza as mesquitas em Espanha, Rússia, China e Médio Oriente para incentivar os crentes a “defender” a ocupação do Sahara Ocidental por Marrocos.

A “marroquinidade do Sahara” já não se limite a ser imposta em Marrocos e no Sahara Ocidental ocupado, o reino de Marrocos utiliza agora os imãs das mesquitas em Espanha, Rússia China e Médio Oriente como instrumento politico de manipulação. O imã de uma mesquita em Madrid não esconde de quem recebeu as ordens e chega ao ponto de dizer: Estas são as orientações de sua Majestade (Mohamed VI) através do consulado geral e das associações em geral na sua última reunião que tivemos aqui em Madrid.” E continua a avisar que estas orientações aos imãs também foram dadas em países como a Russia e China e Médio Oriente.

Aproveitando o período de oração, o imã instruiu os súbditos marroquinos presentes na mesquita a fazer propaganda política em favor das teses marroquinas por “indicações” do rei de Marrocos.

O vídeo publicado pelo canal Fox RIF do Hirak (Movimento Popular do Rif), documenta o discurso do Imã que chama ao rei de Marrocos “comandante dos crentes”.

O Jornal La Realidad Saharaui/DLRS na sua edição de terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 republicou o vídeo e a tradução do discurso.

Segundo o DLRS “este vídeo demonstra o propósito dado pelos imãs marroquinos às mesquitas, que se tornaram um centro de propaganda política e apoio à ocupação ilegal do território saharaui, contrariamente ao direito internacional. É um apelo à violência dos marroquinos e não convivência com as comunidades saharauis ativas na diáspora, que trabalham para aumentar a conscienlização sobre a sua causa justa e legal, nunca entrando em provocações ou confrontos com comunidades marroquinas. É escandaloso que o próprio rei e o regime marroquino usem os lugares sagrados de oração para as suas manobras políticas“

TRANSCRIÇÃO E TRADUÇÃO DO VÍDEO PELO DLRS

Os marroquinos devem prestar atenção à causa nacional. Marrocos, nestas circunstâncias, precisa de todos os marroquinos para defender a sua causa e o seu país em relação à questão do Sahara. Como vocês sabem, temos inimigos fora de Marrocos que aproveitam ocasiões para criar e alimentar a confusão dentro de Marrocos. Estas são as orientações de sua Majestade (Mohamed VI) através do consulado geral e das associações em geral na sua última reunião que tivemos aqui em Madrid. E isso faz parte das mobilizações que o comandante dos crentes (Mohamed VI) está a fazer em todos os países, especialmente na Rússia, na China e nos países do Médio sobre este assunto.

Marrocos pede que cada um de vocês, no seu lugar, na sua residência, na sua casa, espalhe a causa nacional. A nossa causa é vencedora, a causa do Sahara é uma causa vencedora, decisiva e determinada. Mas as últimas declarações do Secretário-Geral das Nações Unidas mudaram o cenário e é isso que exige que sejamos inteligentes neste contexto e defendamos esta causa. De momento, não precisamos de manifestações, mas precisamos que cada um de vocês explique a causa nacional aos nossos irmãos africanos e aos nossos filhos, que, como podem ver, não sabem nada sobre a causa nacional, embora existam alguns livros que falam sobre a causa nacional . É por isso que Marrocos apela aos seus filhos na comunidade da Europa em geral e em particular em Espanha, porque é um país parte deste assunto. E todos devem estar cientes desta causa. Estas são as indicações e fomos ordenados a enviar esta mensagem a todos os nacionais, a todos os marroquinos para seguir a causa nacional e defender o seu país. Cada um por sua parte na mesquita, na escola e no trabalho e até com os nossos irmãos africanos deve explicar o tema da causa nacional. E muito obrigado.