Houcein Zawi, preso politico saharaui do Grupo Gdeim Izik em estado de saúde grave

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Segundo informação da família e da advogada Maître Olfa Ouled, Houcein Zawi, preso politico saharaui do grupo Gdeim Izik, encontra-se num estado de saúde deplorável.

Zawi sofre de asma e de dores crónicas diversas que resultaram das torturas a que tem sido sujeito desde a sua detenção em 2010.

Esta semana a família informou que Zawi tem problemas graves ao nível dos rins e tem sofrido perdas de sangue na urina.

Apesar dos múltiplos pedidos ao director da Prisão de Kenitra, onde se encontra Zawi, até ao momento não lhe foi facultada nenhuma visita médica.

Zawi enviou um pedido de assistência médica à Direcção Geral das Penitenciarias e Reinserção Social (DGPR) de Marrocos.

A advogada de defesa francesa Maître Ouled, endereçou um pedido de assistência urgente ao procurador geral do rei, à DGPR e uma comunicação ao Conselho Nacional de Direitos Humanos de Marrocos.

Este é mais um caso de negligência médica intencional de que tem sido vitimas os presos políticos saharauis e em especial o grupo de Gdeim Izik. Apesar das múltiplas queixas apresentadas tanto pelos presos como pela advogada estes presos não têm tido assistência médica.