Jovens Saharauis desempregados voltam à rua em protesto nos territórios ocupados

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- No sábado, 29 de fevereiro, um grupo de jovens saharauis desempregados voltou às ruas de El Aaiun em protesto pacifico exigindo direito ao emprego.

Estes jovens têm mostrado uma resiliência admirável ao manifestarem-se noite após noite num local onde todas as manifestações são desmanteladas pelas autoridades de ocupação marroquinas e muitas vezes resultam em detenções e torturas.

Um dos manifestantes exibe a fotografia do seu irmão, Massik, que foi vitima de morte devido a negligência médica intencional por parte das autoridades de ocupação. Um exemplo do que espera os que não se conformam com a ocupação e o apartheid económico, social e politico a que está sujeita a população saharaui.

A vigilância constante, ameaças e empobrecimento forçado da população saharaui nos territórios é denunciada por estes jovens que são mais uma geração que não se conforma com a ocupação e anseia pelo respeito das resoluções das Nações Unidas – a realização de um referendo de autodetermninação.