Carta aberta de Grupo de apoio de Genebra condena nomeação do Embaixador Omar Hilale

PUSL.- O Grupo de Apoio de Genebra, por ocasião da recente nomeação pelo Presidente da Assembléia Geral da ONU (Embaixador Tijjani Muhammad-Bande – Nigéria) do Embaixador Omar Hilale (Representante Permanente de Marrocos na ONU) como co-facilitador no processo de reforma do sistema de tratados de direitos humanos, enviou uma Carta aberta ao Presidente da Assembléia Geral da ONU, que também foi distribuída às Missões Permanentes em Genebra e Nova York bem como a vários funcionários do Alto Comissariado para os Direitos Humanos e do Alto Comissariado para os Refugiados.

Na carta aberta, o Grupo de Apoio de Genebra para a Protecção e a Promoção dos Direitos Humanos no Sahara Occidental, que é composto por mais de 200 organizações a nível mundial, manifesta sua profunda preocupação pelo facto das Nações Unidas confiarem a tarefa de co-facilitador a um diplomata que foi pessoal e amplamente acusado de usar atos de corrupção e espionagem contra o pessoal das Nações Unidas enquanto servia como Representante Permanente do Reino de Marrocos em Genebra e o facto de Marrocos continuar a ser um lugar onde as liberdades e os direitos fundamentais, incluindo a liberdade de expressão e a liberdade de reunião pacífica, são constantemente violados e, portanto, está entre os países com o pior histórico de direitos humanos do mundo.

ONGs PT