Mohamed Khaddad dirigente histórico saharaui sepultado nos campos de refugiados

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Mohamed Khaddad, dirigente histórico e diplomata saharaui, foi sepultado este domingo num cemitério em Smara, nos campos de refugiados saharauis localizados no deserto da Argélia desde 1975, após a invasão por Marrocos da antiga colónia espanhola do Sahara Ocidental.

Mohamed Khaddad liderou a diplomacia saharaui perante a ONU durante décadas, representando a Frente Polisario. O dirigente histórico faleceu a 1 de abril em Espanha, após uma longa doença. Devido à pandemia de Covid 19, a repatriação do seu corpo teve que ser adiada por mais de um mês.

A cerimónia do enterro contou com a presença do Presidente da República Árabe Democrática Saharaui (RASD), Brahim Ghali, membros do Secretariado Nacional da Frente Polisario e do Governo, o Conselho Nacional e o Conselho Consultivo Saharaui e membros de delegações estrangeiras assim como uma multidão de cidadãos, informou a agência de notícias saharaui SPS.