Hospital de El Aaiun um aterro sanitário

PUSL / Jornal Tornado.- A Nuchatta Foundation, uma equipa de comunicação dos territórios ocupados publicou um video com imagens chocantes do Hospital Ben Al Mehdi de El Aaiun.

O Hospital que também é conhecido como “laboratório de experiências” ou o “Talho” é evidência clara das condições deploráveis a que estão sujeitos os saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Marrocos que recebe centenas de milhões de euros de forma directa e indirecta resultantes da exploração da riqueza do território e de acordos ilegais com a União Europeia e outros países terceiros não é capaz sequer de manter o minimo de higiene no hospital de El Aaiun.

 

Recordamos o texto que publicamos há alguns anos e que infelizmente continua actual no qual denunciamos as barbaridades cometidos neste mesmo hospital onde se realizam cirurgias sem anestesia a saharaui, a policia está dentro do hospital e os activistas saharauis são maltratados. A população saharaui é sujeita a negligência médica intencional pela administração marroquina de ocupação. (https://porunsaharalibre.org/pt/2015/01/27/hospital-civil-de-el-aaiun-ben-el-mahdi-el-laboratorio-de-experiencias/)

Mais uma vez as Nações Unidas estão de olhos bem fechados, a União Europeia é cumplice activa e financia as atrocidades e Espanha comporta-se como se não tivesse qualquer relação com o povo saharaui que colonizou e vendeu a Marrocos de forma vergonhosa como se vende um rebanho de cabras.

O dia a dia nos territórios ocupados para os saharauis é um suplicio, o terror e a violência são parte integrante da vivência das crianças, jovens e adultos.

Nem no hospital, nem na escola se sente segurança, a moral e ética da nobre profissão de médico é descartada por quem a exerce nos territórios ocupados onde só há médicos do regime de ocupação.