Jovens saharauis iniciaram um campo de protesto em Marrocos

This post is also available in: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Jovens saharauis desempregados iniciaram um campo de protesto no deserto perto de Mhamid El-Ghozlane, em Marrocos, há duas semanas.

Esses jovens manifestantes exigem os seus direitos sociais e económicos.

Mhamid El-Ghozlane, o local do acampamento de protesto, está localizado num deserto árido.

Os jovens manifestantes estão a resistir às condições extremamente severas do campo.

Os jovens saharauis são obrigados a estudar em Marrocos, uma vez que existe apenas uma universidade privada nos territórios ocupados do Sahara Ocidental. No entanto, quando concluem os estudos, são vítimas do regime do apartheid e permanecem desempregados, pois os empregos são sempre dados aos colonos marroquinos.