Sakina Yaya, activista saharaui sofre represalias

PUSL.- Sakina Yaya, activista saharaui sofre represalias por parte das, autoridades de ocupação marroquinas após a sua participação na reunião constituiva da CODESA (Coletivo de Defensores Saharauis dos Direitos Humanos).

Segunda informação de membros da CODESA as autoridades de ocupação marroquinas ordenaram a supressão do salário de Sakina Yaha que foi recentemente eleita membro do comité administrativo da Codesa.

A activista que é conhecida pela sua participação em actividades de protesto não violentas já foi vitima várias vezes de ataques pelas autoridades marroquinas.

Nas fotos acima pode-se ver as nodoas negras de, Sakina resultado de espancamentos pelas autoridades de ocupação após a sua participação numa manifestação não violenta em defesa do respeito dos direitos humanos no Sahara Ocidental.