Esta entrada también está disponible en: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Hoje um grupo de civis saharauis, homens, mulheres e crianças, manifestaram-se em frente a soldados marroquinos estacionados no muro perto de Mijek no sul do Sahara Ocidental.

Os manifestantes exigem o encerramento imediato da brecha ilegal de Guergarat, a realização do referendo da autodeterminação no Sahara Ocidental, a inclusão do mandato dos direitos humanos na MINURSO e a saída de Marrocos do Sahara Ocidental.

Durante a manifestação um helicóptero sobrevoou os civis saharauis na parte dos territórios libertados.

Estas manifestações de civis saharauis têm-se replicado nos últimos dias, sendo um claro aviso à comunidade internacional que o povo saharaui chegou ao limite da sua paciência após 45 anos de ocupação e 29 anos de espera pelo referendo.

Os manifestantes totalmente desarmados não vacilaram perante os soldados armados marroquinos que foram surpreendidos com esta mostra de bravura saharaui.

As únicas armas dos saharauis, homens e mulheres e criancas, são as suas convicções e valentia.

Um dos manifestantes dirige-se aos soldados e oficiais marroquinos e diz: “é do vosso interesse deixar-nos a nossa pátria em vez de fazermos uma guerra onde irão ser as vitimas.”

Os manifestantes também gritam:

A ONU é cumplice da ocupação, porque não faz nada há 30 anos!

Não há outra solução que a autodeterminação!

A nossa pátria ou o martírio!

Apenas queremos a nossa pátria!

Mártires descansem em paz que nos seguimos o vosso caminho para a liberdade!