Esta entrada también está disponible en: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- A CODESA enviou no pasado dia 27 de Outubro uma carta ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, detalhando as mutliplas violações do direito internacional e de direitos humanos a que a população saharaui está sujeita debido à ocupação Marroquina.

Na carta apelam ao Conselho de Segurança para “intervir com urgência para pressionar o governo espanhol, que é administrativamente, legal e historicamente responsável pela descolonização do Sahara Ocidental, a assumir as suas responsabilidades de empoderar o povo saharaui no direito à autodeterminação e pressionar as forças de ocupação marroquinas a cumprir as resoluções das Nações Unidas e acabe com a sua ocupação do Sahara Ocidental.”

Também a MINURSO é referido nesta carta da CODESA que lamenta o papel negativo desta MIssão que não consegue nem proteger a população saharaui, nem cumprir o seu mandato:

“Embora o povo saharaui permaneça firme e fiel ao seu direito à autodeterminação e soberania sobre os seus recursos naturais e integridade territorial, ao mesmo tempo está surpreendido pelo papel negativo da Missão das Nações Unidas para Organizar o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO), que não conseguiu proteger os civis saharauis dos crimes contra a humanidade cometidos pelas forças de ocupação marroquinas nem cumprir as suas missões políticas e humanitárias, que deveriam ter sido concluídas em 1992, conforme estipulado na Resolução 690 do Conselho de Segurança da ONU emitida em 29 de abril.”

One thought on “CODESA envía carta ao CS pedindo intervenção junto de Governo Espanhol e criticando MINURSO”

Comments are closed.