Marrocos condena dois menores saharauis a um mês de prisão

Mustafa Lakbir Mustafa

De acordo com informações do Coletivo de Defensores Saharauis dos Direitos Humanos do Sahara Ocidental (CODESA), a 31 de março de 2021, o Tribunal de Primeira Instância de El Aaiún, no Sahara Ocidental ocupado, condenou dois estudantes saharauis menores a um mês de prisão. Mustafa e Taha Ajnafer, foram condenados após terem passado 6 dias em prisão preventiva na prisão local de El Aaiún.

O julgamento decorreu em sessão à porta fechada com a presença da defesa e familiares dos dois menores acusados ​​de atirar pedras, agredir funcionários públicos no exercício das suas funções e causar distúrbios. Acusações que foram negadas pelos dois estudantes.

A defesa solicitou a libertação imediata dos menores com base na falta de provas, bem como na falta de conhecimento dos nomes das vítimas e dos danos materiais alegadamente causados ​​pelos detidos.

Os dois jovens estudantes saharauis foram detidos a 25 de março no bairro de Maatallah de El Aaiun, depois de participarem numa manifestação pacífica que foi violentamente dispersada pelas forças de ocupação marroquinas.

Recordamos que também em 10 de março de 2021, o tribunal da Câmara Criminal do Tribunal de Apelações da ocupação de El-Aaiun emitiu veredictos de 6 meses de prisão contra os menores, “Jamal Salem Abhi” (16 anos idoso), “Yassin Aslima Hilal” (16 anos) e “Badr Bounawara” (16 anos), actualmente em liberdade provisional após passarem cerca de dois meses detidos.