Esta entrada también está disponible en: Español (Espanhol) English (Inglês)

PUSL.- Hoje, 29 de Abril 2021, os activistas Ghali Bouhalla e Nafaa Botasufra foram apresentados ao tribunal de recurso, que aumentou a sentenças para 18 e 12 meses respectivamente.

Bouhalla vê assim a sua sentença aumentada em 6 meses e Botasufra em 4 meses.

Durante a audiência de recurso não foram apresentados novos elementos, nem provas excepto as declarações da policia.

A, 8 de março de 2021, no tribunal de El Aaiun, os ativistas saharauis Ghali Bouhalla e Nafaa Botasufra foram condenados a 12 meses e 8 meses de prisão.

Durante o julgamento, os dois ativistas denunciaram que foram torturados. O juiz não solicitou qualquer investigação sobre as denúncias de tortura.

A sentença foi baseada em acusações de porte e distribuição de drogas com base nos registros policiais. Ghali Bouhalla e Nafaa Botasufra negaram desda a sua primeira audiência ter assinado as declarações.

O julgamento dos dois activistas saharauis foi adiado três vezes.

Os dois saharauis foram detidos no passado dia 11 de fevereiro, tendo a primeira audiência sido no domingo, 14 de fevereiro. O julgamento foi adiado para 22 de fevereiro de 2021, a pedido do Maître Khaled, porque ele não teve acesso ao arquivo do Sr. Bouhalla ou a oportunidade de entrevistar seu cliente.

No dia 22 de fevereiro o julgamento foi adiado para 1º de março, segundo o tribunal devido a problemas técnicos

O julgamento estava agendado para ser realizado via internet para o dia 1º de março mas não se realizou devido a problemas técnicos segundo o juiz e remarcado para 8 de março de 2021.

Ver mais: https://porunsaharalibre.org/?lang=pt-pt&s=Ghali+Bouhalla+y+Nafaa+Botasufra