Futsal / CAN no El Aaiun ocupado: FIACS deplora a instrumentalização política do desporto

APS – Serviço de Imprensa da Argélia – LYON (França) – A Federação Internacional contra a Corrupção Desportiva (FIACS), deplorou nesta quarta-feira “a instrumentalização política do desporto, a fim de normalizar essa ocupação arbitrária”, após a domiciliação do futsal CAN-2020 por Marrocos na cidade ocupada de El Aaiun, que faz parte do território da República Árabe Saharaui Democrática (RASD).

“O FIACS denuncia a persistência de Marrocos na organização da Copa das Nações Africanas de 2020 no futsal na cidade saharaui ocupada de El Aaiun, opondo-se vigorosamente a uma abordagem que ignora a legalidade internacional e as resoluções da ONU relativas à solução do conflito no Sahara Ocidental”, pode-se ler numa declaração do FIACS enviada à APS.

“O apoio dado pela Confederação Africana de Futebol à Federação Marroquina Real de Futebol (FRMF) para organizar o futsal CAN 2020 na cidade ocupada de El Aaiun no Sahara Ocidental continua a ser uma tentativa por parte do regime marroquino de enganar certos países que não percebem as consequências de tal abordagem “, acrescenta a mesma fonte.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos e a sua paranóia expansionista

PUSL.- Mais uma vez, o Reino de Marrocos demonstrou total falta de respeito pelos acordos e leis internacionais ao aprovar na sua Câmara dos Deputados duas leis com as quais pretende anexar as águas do Sahara Ocidental e de Espanha.

Especialista em Marrocos na aplicação do velho ditado espanhol “Rio revolto ganhos para os pescadores”, já o fez em 1975, ocupando ilegalmente o Sahara Ocidental aproveitando a complicada situação do regime de Franco, com a morte eminente do ditador Francisco Franco, faz agora novamente no momento em que a Espanha abre um novo governo de coligação, o PSOE – PODEMOS, com uma forte oposição por parte dos partidos da direita espanhola.

Esta decisão é causada pela grande riqueza da área, pois contém montanhas subaquáticas que contêm diferentes recursos naturais, como cobalto, telúrio e outros minerais de grande valor para a indústria.

A nova distribuição do espaço marítimo que Marrocos pretende é suposto fortalecer o seu controle sobre o território do Sahara Ocidental, uma vez que, para o recálculo da fronteira marítima, assume os territórios ocupados como seus, não indicando Tarfaya como o limite sul mas sim a cidade de La Guera que nunca foi reconhecida pelas Nações Unidas ou por qualquer Estado soberano como sendo marroquina.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

CAF muda o local de reunião e celebrações de El Aaiun, Sahara Ocidental ocupado para Rabat  

PUSL.- De acordo com meios de comunicação marroquinos, o Buro Executivo da Confederação Africana de Futebol (CAF) decidiu mudar o local e o horário da sua reunião, que coincide com a celebração do 63º aniversário de sua fundação, de El Aaiun, territórios ocupados do Sahara Ocidental para Rabat, capital do Reino Marroquino.

O local desta reunião foi altamente criticado pela Federação da Argélia, que advertiu que não compareceria à reunião se ocorresse nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

A reunião da CAF estava programada para ter lugar em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental, a 6 de fevereiro, coincidindo com o torneio de futsal, que já foi boicotado pela Argélia e pela África do Sul e recebeu protestos de organizações não-governamentais de todo o mundo.
Marrocos decidiu sediar o torneio e, inicialmente, a reunião da CAF nos territórios ocupados para “mostrar a sua soberania” sobre o Sahara Ocidental em mais uma manobra para transformar a ocupação ilegal num fato consumado.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Estados exortam Espanha a respeitar os direitos do povo saharaui no Conselho dos Direitos Humanos

WSRW.- A Namíbia e Timor-Leste recomendaram hoje que a Espanha respeite o direito do povo saharaui ao consentimento livre, prévio e informado no que diz respeito à exploração dos recursos naturais do Sahara Ocidental.

A Espanha passou hoje pela sua terceira Revisão Periódica Universal; uma revisão por pares por outros Estados Membros da ONU dos direitos humanos do país.

A Namíbia e Timor-Leste aproveitaram a oportunidade para manifestar as suas preocupações sobre o envolvimento da Espanha no roubo dos recursos naturais do Sahara Ocidental e recomendaram que a Espanha respeitasse o quadro internacional de Empresas e Direitos Humanos e, como tal, respeitasse o direito ao consentimento dado de forma livre, prévia e informado do povo saharaui à retirada de recursos da sua pátria.

Durante as duas revisões anteriores da UPR da Espanha em 2010 e 2015, nenhum Estado tratou da responsabilidade continuada da Espanha em relação ao Sahara Ocidental.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Abertura de consulados no Sahara Ocidental ocupado: RASD solicita que UA tome medidas urgentes

Bir Lahlou (Territórios Libertados), 20 de janeiro de 2020 (SPS) – A República Árabe Saharaui Democrática (RASD) instou a União Africana (UA) e os seus membros a tomarem medidas urgentes para levar os Estados africanos a reconsiderar em as suas graves decisões de abrir “consulados” “nos territórios saharauis ocupados.

A abertura pela Costa do Marfim, Comores, Gâmbia, Guiné e Gabão de consulados nos territórios ocupados do Sahara Ocidental é um “acto perigoso que viola todos os princípios que levaram à criação da Organização da Unidade Africana (OUA), em particular a intangibilidade das fronteiras existentes no momento da independência, de acordo com o Artigo 4 do Acto Constitutivo da União Africana “, afirmou o Ministério das Relações Exteriores Saharui num comunicado à imprensa.

Através das suas decisões unilaterais de abrir consulados no Sahara Ocidental ocupado, esses estados africanos transgrediram princípios e objetivos da União Africana, nomeadamente o seu Pacto de Não Agressão e Defesa Comum, acrescentou a fonte.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Josie Butler: “Faremos tudo ao nosso alcance para impedir a Nova Zelândia de financiar crimes de guerra”

PUSL.- Josie Butler, do “Sahara Ocidental Solidariedade Aoteroa (Nova Zelândia)”, foi uma das organizadoras dos recentes protestos contra a importação de fosfatos de sangue na Nova Zelândia. Em entrevista ao PUSL, a senhora Butler explicou como os ativistas da Nova Zelândia agem em solidariedade com o Povo saharaui.

Josie Butler, activista indígena da justiça social da Nova Zelândia. Ganhou notoriedade depois de atirar um vibrador a um político para protestar contra o Acordo de Parceria Trans Pacific. Atualmente é organizadora do grupo “Solidariedade do Sahara Ocidental Aoteroa” (Nova Zelândia) e tem fortes laços com vários outros grupos ativistas na Nova Zelândia e no exterior.

– Como se envolveu na questão do Sahara Ocidental?

Um amigo contou-me sobre o problema a meados de 2019 e perguntou se eu poderia ajudar com algumas campanhas locais. Eu nunca tinha ouvido falar do Sahara Ocidental antes, então comecei a ler. Quando descobri o que estava a aconter, fiquei horrorizada. Fiquei ainda mais horrorizada ao descobrir que uma empresa da Nova Zelândia estava a financiar esta atrocidade. Deparei-me com a imagem de um cartaz que os ativistas saharauis haviam feito, que dizia: ‘Nova Zelândia – ajuda nos a impedir a pilhagem “. Decidi fazer tudo o que podia para ajudar.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Carta de protesto à CAF contra realização de campeonato de Futsal em El Aaiun

V.Exa. Ahmed Ahmed
Presidente da Confederação do Futebol Africano
info@cafonline.com

A Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020, que será realizada de 28 de janeiro a 7 de fevereiro em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental ocupado, viola directamente o Direito Internacional.

O Sahara Ocidental não faz parte de Marrocos e, portanto, o campeonato de Futsal não pode ser realizado neste território disputado, que está na lista da 4º Comissão das Nações Unidas para a descolonização.

Duvidamos que a CAF não esteja ciente dessa situação, mas, caso a sua direcção ignore o estatuto jurídico do território, solicitamos que consulte a decisão da Corte Internacional de 1975, as mais de 50 resoluções das Nações Unidas nas últimas 6 decadas, as declarações da União Africana e as três decisões recentes do Tribunal de Justiça da União Europeia, que reafirma que “Marrocos não tem soberania sobre o território”.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

AFCON – Boicotes e protestos contra a Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020 a ter lugar no Sahara Ocidental ocupado

PUSL.- A Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020, que será realizada de 28 de janeiro a 7 de fevereiro em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental ocupado, foi alvo de boicote e protestos da África do Sul e da Argélia.

A AFCON decidiu ignorar o artigo 6 dos Princípios Fundamentais do Olimpismo, Direito Internacional, Direito Internacional Humanitário e o ato constitutivo da União Africana, a fim de permitir a Moroccos sediar a Copa das Nações Africanas de Futsal no território não autônomo do Sahara Ocidental que ocupa ilegalmente desde 1975 e está na lista de descolonização da 4a Comissão das Nações Unidas.

A seleção sul-africana anunciou que não participará na Copa das Nações Africanas de 2020 (CAN) em El Aaiun, no Sahara Ocidental, de 28 de janeiro a 7 de fevereiro.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Presidente saharaui pede à ONU que encerre a brecha ilegal na zona tampão em Guerguerat

PUSL.- Numa carta endereçada ao secretário-geral da ONU, o presidente saharaui Brahim Ghali insta a ONU a tomar medidas para o fecho da brecha ilegal na zona tampão de Guerguerat, uma clara violação de todos os acordos assinados com a ONU e entre a Frente Polisario e Marrocos.

Carta ao Secretário Geral da ONU publicada pela SPS (agência nacional saharaui)

“V. Exa. António Guterres

Secretário-Geral das Nações Unidas

Nações Unidas, Nova Iorque

Bir Lehlou, 15 de janeiro de 2020

Vossa Excelência,

A Frente POLISARIO observou, com surpresa e insatisfação, a declaração atribuída ao porta-voz do Secretário-Geral do Sahara Ocidental em 11 de janeiro de 2020 e a declaração do porta-voz do Secretário-Geral durante o seu briefing diário à imprensa em 13 de janeiro de 2020 sobre a passagem ilegal da chamada “Africa Eco Race” pelo Sahara Ocidental ocupado.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Novo governo saharaui nomeado hoje

PUSL.- A agência de notícias SPS publicou que o Presidente da República Democrática Árabe Saharaui e Secretário Geral da Frente Polisario, Brahim Gali, emitiu hoje um decreto presidencial em que nomeou o novo governo, excepto o ministro da Defesa que ainda não foi nomeado .

Os representantes da Frente Polisario para França, Espanha, Bruxelas e América Latina também ainda não foram nomeados.

O novo governo da República Democrática Árabe do Saharaui será chefiado por Bucharaya Bayun como primeiro ministro.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Eurodeputados suecos pedem a rotulagem de produtos originários do Sahara Ocidental

PUSL.- Charlie Andreas Weimers e Jessica Stegrud, dois eurodeputados suecos do Partido Democrata Sueco, exigem rotulagem dos produtos originários do Sahara Ocidental. Os dois eurodeputados suecos levantaram a questão numa pergunta escrita dirigida à Comissão Europeia em 14 de janeiro.

Recordando a decisão de 12 de novembro de 2019 do Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) de validar a rotulagem de produtos de colonatos israelitas na Cisjordânia e nas Colinas de Golã na Síria exportados para o mercado dos vinte e oito países da UE, os eurodeputados suecos questionam :

“À luz desta decisão judicial, tenciona a Comissão garantir a imposição de rótulos de origem para alimentos produzidos em territórios ocupados como o norte de Chipre e do Sahara Ocidental?

Eles também perguntaram se Bruxelas planea aplicar a medida apenas a Israel ou se pretende estendê-la a Marrocos e à Turquia.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2 3 114