Os presos de Gdeim Izik atualmente detidos em Tiflet 2 continuam sujeitos a isolamento prolongado e tratamento desumano

PUSL.- O preso político saharaui Abdallahi Abbahah, do grupo de Gdeim Izik, actualmente detido na prisão de Tiflet 2 em Marrocos, fará uma greve de fome de protesto de 48 horas em apoio de El Bachir Khadda do mesmo grupo, que entrou em greve de fome dia 18 de setembro.

De acordo com as informações da família, Abbahah declarou que fará uma greve de fome de protesto de 48 horas em apoio a El Bachir Khadda e também contra o assédio diário, maus tratos e confinamento prolongado a que está sujeito desde sua transferência há mais de 5 meses.

Os prisioneiros de Tiflet2, Mohamed Lamin Haddi, Abdallahi Abbahah e El Bachir Khadda não tiveram contato humano significativo durante meses, vítimas de tortura psicológica, assédio e maus-tratos. Eles estão em celas com o mínimo necessário, sem forma de passar o tempo, olhando para as paredes 22 horas ou mais.

Leer más …Os presos de Gdeim Izik atualmente detidos em Tiflet 2 continuam sujeitos a isolamento prolongado e tratamento desumano

Após a recente repressão nos territórios ocupados d o Sahara Ocidental: Presidente Brahim Gali pede à ONU para garantir a proteção e segurança dos civis saharauis

Bir Lehlu (Territórios Liberados da RASD), 22 de setembro de 2018 (SPS) -. O Presidente da República saharaui, Brahim Gali, instou o SG das Nações Unidas, Antonio Guterres, a intervir para pôr termo às práticas repressivas das autoridades marroquinas e garantir a segurança e a protecção dos civis sahrauís nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Numa carta dirigida ao SG das Nações Unidas sobre a recente repressão marroquina contra os manifestantes saharauis, o Presidente da República disse que Marrocos, através destes métodos repetidos, não “reflecte” a vontade real ou a boa fé de cooperar com os esforços de as Nações Unidas, liderada pelo enviado pessoal das Nações Unidas para o Saara Ocidental, o ex-presidente alemão Horst Köhler.

“Estas práticas constituem uma violação flagrante do direito internacional e do direito internacional humanitário, privando o povo saharaui do seu direito de se expressar de acordo com os mandamentos do direito internacional”, afirmou o Presidente da República saharaui.

Leer más …Após a recente repressão nos territórios ocupados d o Sahara Ocidental: Presidente Brahim Gali pede à ONU para garantir a proteção e segurança dos civis saharauis

Protestos não violentos de jovens saharauis em Smara

PUSL.- No passado dia 18 de Setembro dois jovens licenciados saharauis Said Abba Sheikh e Mohammed Ahmed Taleb Ahmad entraram na área da MINURSO (Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental ) onde pretendiam entregar uma carta endereçada a António Guterres, Secretário-Geral da ONU, tendo enviado previamente uma cópia por correio electrónico.

Em declarações a PUSL Said Abba Sheikh relatou o sucedido.

Desde o inicio de 2018 que um grupo de jovens licenciados saharauis de Smara têm desenvolvido várias acções de protesto a exigir os seus direitos económicos.
“A realidade que se vive em Smara não é o que é publicitado pelo governo de ocupação marroquino que afirma que é tudo uma maravilha. Vivemos num território ocupado e enquanto saharauis não temos acesso a emprego. Foi por isso que decidimos iniciar uma serie de acções de protesto”

Uma das acções foi um “portesto sentado” em frente a um edifico da Câmara Municipal de Smara durante 38 dias a exigir os seus direitos económicos e sociais.

Leer más …Protestos não violentos de jovens saharauis em Smara

A Frente POLISARIO é ratificada pela Comissão Especial de Descolonização como representante único e legítimo do povo saharaui

Nações Unidas (Nova Iorque), 21 de setembro de 2018 (SPS) -. O Comitê Especial de Descolonização das Nações Unidas para examinar a situação relativa à aplicação da Declaração sobre a Concessão de Independência aos Países e Povos Coloniais reafirmou que a Frente POLISARIO continua a ser o único e legítimo representante do povo saharaui em conformidade com as resoluções da Assembleia Geral das Nações Unidas.

No seu relatório anual para 2018, apresentado à 73 sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, a Comissão Especial reafirmou também o direito do povo saharaui à autodeterminação e o estatuto jurídico do Sahara Ocidental como uma questão de descolonização, essa forte e franca posição que reforça a posição da Frente POLISARIO como o único e legítimo representante do povo saharaui, representa mais um golpe grave e um revés para a diplomacia marroquina estado ocupante, que recorreu a todos os meios de pressão, chantagem, engano e fraude, para pressuadir os membros do Comitê de se absterem de apoiar essa posição, assinando e estando em conformidade com a legitimidade internacional e resoluções relevantes das Nações Unidas.

Leer más …A Frente POLISARIO é ratificada pela Comissão Especial de Descolonização como representante único e legítimo do povo saharaui

A Frente Polisario apresenta uma queixa ao Tribunal de Paris contra uma empresa francesa

aps.dz – Paris- A Frente Polisario apresentou terça-feira à tarde uma queixa perante o promotor público do Tribunal de Primeira Instância de Paris contra a empresa “Chancerelle”, que explora a marca da fábrica de conservas “Connetable”, por atividade “ilegal” no território saharaui.

A fábrica de conservas Connetable, localizada na França, em Finistère, também vende sardinhas de Marrocos, que representam mais da metade de sua atividade. No entanto, estas sardinhas são pescadas “ilegalmente” nas águas saharauis, afirmou o representante da Frente Polisario em França, Bachir Oubbi Bouchraya, afirmando que as mercadorias enlatadas são expedidas do local da empresa de Agadir em Marrocos, “mas todo o peixe vem das águas saharauis “.

Na última quarta-feira, Chancerelle anunciou um investimento de 4 milhões de euros para a construção de uma nova fábrica de processamento de sardinha, em El-Aaiun, a capital do Sahara Ocidental ocupada pelo Marrocos.

Leer más …A Frente Polisario apresenta uma queixa ao Tribunal de Paris contra uma empresa francesa

Relatório da delegação do PE que visitou territórios ocupados do Sahara Ocidental omite e inventa dados

PUSL.- A comissão do comércio internacional do Parlamento Europeu (INTA) que realizou uma visita nos passados dias 2 a 5 de Setembro, publicou o seu relatório no qual omite dados das reuniões efectuadas com as associações saharauis em El Aaiun e não menciona a manifestação da população saharaui que teve lugar durante a visita e cuja dispersão pelas autoridades de ocupação marroquinas resultou em vários feridos entre os manifestantes.

Também se “esqueceram” de mencionar várias associações saharauis com quem tiveram reunidos optando por dizer “e outros representantes”. No relatório submetido pelos 3 membros do INTA, consta ainda o nome de um activista que não estava sequer nos territórios ocupados no dia 4 de Setembro entre as 15h10 e às 16h00 altura em que a delegação afirma ter reunido com ele, o activista nessa altura estava em Espanha conforme fotos publicadas no facebook.

Segundo os relatos dos activistas de várias associações que estiveram reunidos no Hotel Parador em El Aaiun com a delegação do PE, todos reafirmaram claramente à delegação que o representante legitimo da população saharaui é a Frente Polisario, outro facto que foi “esquecido”.

Leer más …Relatório da delegação do PE que visitou territórios ocupados do Sahara Ocidental omite e inventa dados

Marrocos dispersa manifestação da população saharaui durante a visita de Embaixadas

PUSL.- Ontem a população saharaui saíu mais uma vez às ruas de El Aaiun, nos territórios ocupados do Sahara Ocidental numa manifestação não violenta para mostrar o seu protesto contra a ocupação e exigir a autodeterminação durante a visita de representantes de várias embaixadas à cidade.

As forças de ocupação marroquinas dispersaram de imediato a manifestação com vários elementos da policia por cada manifestante, evitando assim que os representantes das embaixadas da Suíça, Itália, Alemanha, Holanda, Canada, Estados Unidos e Australia vissem os protestos da população saharaui.

A equipa do meio de comunicação saharaui “Bentili”, consegui no entanto obter imagens da manifestação.

Leer más …Marrocos dispersa manifestação da população saharaui durante a visita de Embaixadas

Carta ao SG NNUU de jovens saharauis entregues pela MINURSO às autoridades marroquinas

PUSL.- Abaixo a carta enviada esta manhã por dois jovens estudantes saharauis que conseguiram entrar na sede da MINURSO em Smara, Territórios ocupados do Sahara Ocidental, apesar dos múltiplos checo-points.

Os dois jovens Said Abba Sheikh e Mohammed Ahmed Taleb Ahmad estavam cientes que o mais provável seria a MINURSO entregar os manifestantes às autoridades de ocupação, como têm feito ao longo dos anos com vários saharauis que procuraram e pediram segurança para a sua integridade física a esta missão da MINURSO.

De facto pouco tempo depois de entrarem na área da MINURSO os funcionários da missão de “paz” entregaram os dois jovens ao exercito marroquino que os transportou para o quartel da Gendarmarie Royal.

Na carta que tinham enviado antes desta acção de protesto ao SG, António Gueterres foram muito claros, as revindicações apresentadas são as do povo saharaui- o direito à autodeterminação o fim da violência exercida contra a população e o respeito pelos direitos humanos mais básicos.

Os dois jovens estão dispostos a arriscar as suas vidas para enviar esta simples mensagem ao Secretário Geral, será que alguém os vai ouvir?

Leer más …Carta ao SG NNUU de jovens saharauis entregues pela MINURSO às autoridades marroquinas

ACTUALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO: jovens saharauis que entraram no quartel-general do Minurso a salto detido pelas autoridades marroquinas

PUSL.- Jovens Saharauis que entraram na MiNURSO em Smara detidos pelas autoridades Marroquinas

Segundo fontes no terreno os dois jovens que entraram esta manhã na sede da MINURSO em Smara foram detidos pelo exercito marroquino e transferidos para o quartel da Gendarmerie Royal.

Leer más …ACTUALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO: jovens saharauis que entraram no quartel-general do Minurso a salto detido pelas autoridades marroquinas

Dois jovens saharauis entram na sede de Minurso à salto

PUL.- Dois jovens saharauis conseguiram esta manhã fintar a segurança passando por vários check points e entrar na sede da MINURSO na cidade ocupada de Smara, Sahara Ocidental.

Os dois estudantes universitários Said Abakhaikh e Mohamed Ahmed Taleb tinham enviado uma carta ao Secretário Geral das Nações Unidas sobre a grave situação no Sahara Ocidental sob ocupação illegal por parte de Marrocos.

Os jovens pretendem realizar um protesto pacifico dentro da MINURSO, missão de paz da ONU para o território, que não cumpre o seu mandato nem protege a população saharaui.

Vários activistas estão preocupados que a MINURSO entregue os dois jovens às autoridades marroquinos como foi o caso de um grupo de jovens em El Aaiun há alguns anos atrás que foram torturados pelas autoridades marroquinas em frente à sede desta missão.

Leer más …Dois jovens saharauis entram na sede de Minurso à salto

El Bashir Khadda, preso político saharaui do grupo de Gdeim Izik, inicia greve de fome

El Aaiun, 18 de setembro de 2018 – A família de El Bachir Khadda

Nós, família de El Bachir Khadda, preso político saharaui do grupo de Gdeim Izik, actualmente detido na prisão Tilftet2 em Marrocos, a mais de 1200 quilómetros da sua cidade natal, El Aaiun, no Sahara Ocidental, informamos que iniciou hoje, terça-feira, 18 de setembro de 2018, uma greve de fome ilimitada.

El Bachir Khadda foi preso em 2010 após o desmantelamento do campo de Gdeim Izik, e apesar da falta de provas, ele foi condenado a 20 anos de prisão pelo Tribunal de Recurso de Rabat em 2017 num processo marcado por múltiplas e graves violações do direito a um julgamento justo.

Devido às condições desumanas e degradantes de detenção que enfrenta, bem como à deterioração da sua saúde, e depois de que as muitas queixas às autoridades marroquinas e ao CNDH (Conselho Nacional de Direitos Humanos de Marrocos) por ele mesmo, sua família e sua advogada, permaneceram sem resposta El Bachir decidiu entrar em greve de fome para:

1 – Exigir acesso imediato a um médico;

2. – Exigir sua transferência para o Sahara Ocidental, a fim de se aproximar da sua família.

3. – Que o Tribunal Supremo dê a sua resposta num prazo razoável, uma vez que o grupo Gdeim Izik está preso desde 2010

Leer más …El Bashir Khadda, preso político saharaui do grupo de Gdeim Izik, inicia greve de fome

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies