Couso acredita Marrocos “se comporta como uma criança mimada”, após a decisão do Tribunal de Justiça em relação ao acordo de comércio

cousoCOMUNICADO DE IMPRENSA – Bruxelas, 16 de março de 2016

O Eurodeputado da Esquerda Unida, Javier Couso acusou quarta-feira Marrocos para ser “se comportando como uma criança” ao congelar as relações com a UE, depois de o Tribunal de Justiça da União Europeia anular em dezembro a parte do acordo de comércio entre Bruxelas e Rabat que afeta os territórios ocupados do Sahara Ocidental.

“Lamento muito que Marrocos, um parceiro privilegiado da União Europeia e que tem um estatuto avançado, se comporta como uma criança mimada, porque não lhe agrada uma decisão que afecta a União Europeia e nos acusam de uma atitude injusta”, disse Couso durante uma reunião da Comissão dos Assuntos Externos do Parlamento Europeu (AFET), do qual é vice-presidente. “A nossa lealdade, no entanto, deve estar com os tribunais da UE”, declarou perante os representantes do Serviço de Acção Externa da UE.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Frente Polisario diz que não haverá paz no Sahara Ocidental sem um referendo

ould-salek1Fonte: La  Información

Sem um referendo de autodeterminação não pode haver “nem paz nem estabilidade” no Sahara Ocidental, declarou esta quarta-feira na Argélia um líder da Frente Polisário, movimento que exige a independência deste território anexado por Marrocos.

“Não haverá paz nem estabilidade na região, enquanto o povo saharaui estiver privado do seu direito à autodeterminação”, disse Mohamed Salem Ould Salek, numa conferência de imprensa em Argel.

Marrocos ” sabe perfeitamente que caso se realize o referendo ,o povo saharaui escolherá a independência (…) Não somos marroquinos e  não queremos ser marroquinos”, acrescentou.

O Sahara Ocidental é uma antiga colónia espanhola anexada por Marrocos em 1975, mas reivindicada pelos separatistas da Polisario. Em 1992, estava previsto um referendo supervisionado pela ONU, mas a sua celebração tem sido adiada desde essa data.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos critica Ban e anuncia ações contra missão da ONU no Saara Ocidental

603980_363365177116121_1916055287_nFonte: UOL Noticias

Rabat, 15 mar (EFE).- O governo do Marrocos denunciou nesta terça-feira um novo “ultraje” por parte do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e anunciou que irá reduzir unilateralmente a missão que a organização mantém no Saara Ocidental.

Em comunicado divulgado por seu Ministério das Relações Exteriores, o Marrocos afirmou que irá retirar a “contribuição voluntária” que fornece à missão e afirmou que irá analisar a saída dos soldados marroquinos que participam de outras ações de paz no mundo.

Esta é a crise mais grave entre Marrocos e a ONU, que mantém no Saara Ocidental uma das missões de paz mais antigas do mundo (desde 1991), composta de 210 agentes e mais de 250 funcionários civis.

Segundo o comunicado, o chanceler marroquino, Salah ad-Din Mezuar, viajou ontem a Nova York por ordem do rei Muhammad VI (atualmente na Rússia) para apresentar pessoalmente o protesto pelas declarações de Ban, que usou o termo “ocupação” para se referir à atuação do Marrocos no Saara Ocidental.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>