Estudantes saharauis presos terminam greve de fome após 38 dias

Comunicado Estudiantes

Comunicado Estudiantes

30 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Após 38 dias em greve de fome, os estudantes saharauis, presos políticos na prisão de Oudaya, Marraquexe, terminam a sua greve de fome.

A administração da prisão retirou os estudantes das celas onde estavam com presos de delito comum, separando assim este grupo e foi-lhes concedido direito a visita. Os 16 jovens estão agora divididos em duas celas de 8 pessoas cada. Sendo reconhecido desta forma que não se tratam de presos de delito comum, mas sim de pessoas detidas pelas suas convicções politicas.

Num comunicado os estudantes saharauis alertam para a necessidade de se manter a pressão para que possam ter um julgamento justo, e realização de perícia médica aos detidos que foram torturados.

Recordamos que estes jovens estão arbitrariamente detidos, tendo-lhes sido sistematicamente recusada assistência judicial e foram sujeitos a tortura e práticas degradantes antes e após a sua detenção.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Declaração de voto do Uruguai – MINURSO renovação mandato

consejo de seguridad_1

Sexta-feira, abril 29, 2016 – Fonte: uruguaycsonu.mrree.gub.uy

Uruguai decidiu votar contra a resolução do Conselho de Segurança que renova por um ano o mandato da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO).

Este voto discordante, não significa que o Uruguai se opõe à manutenção desta missão de paz, mas muito pelo contrário.

Uruguai tem vindo a apoiar de forma clara e consistente significa uma MINURSO com mandato e capacidades adequadas para cumprir as s tarefas atribuídas, especialmente a sua principal missão e que levou à sua criação, que é a realização de um referendo sobre a auto determinação do povo do Sahara Ocidental.

No entanto, razões de forma e de fundo de extrema importância, levaram o Uruguai a tomar esta decisão, a fim de salvaguardar o respeito pelos princípios do direito internacional e do senso comum, que se entendeu estarem a ser seriamente afetados.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Eurodeputado do PCP coloca pergunta sobre greve de forme de estudantes saharauis

13101230_1373346636015010_1599187368_n29 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Pergunta Escrita à Comissão Europeia de João Pimenta Lopes no Parlamento Europeu sobre a greve de fome de activistas Saharauis

Na sequência dos acontecimentos de final de Janeiro de 2016 na Universidade Cadi Ayyad, em Marrocos, um grupo de estudantes universitários Saharauis, presos preventivamente em Marrakech, mantêm a sua greve de fome como protesto pelas condições e circunstâncias da sua detenção. Foram sujeitos a tortura e práticas degradantes para a dignidade humana às mãos de oficiais e da polícia judicial. Tem-lhes sido sistematicamente recusada assistencia judicial, tendo apenas sido visitados pelo Juís de Instrução quando Ali Charqi, caiu inconsciente ao 28º dia de greve de fome.

A saude destes estudantes degrada-se a cada dia. Já em 15 de Abril, morreu Sikka Brahim, preso político Saharaui na sequência de greve de fome que iniciou após ter sido agredido, insultado e interrogado, em protesto contra a injustiça e humilhacões sofridas.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Conselho de Segurança da ONU dividido vota para restaurar na totalidade a sua missão no Sahara Ocidental

MAPA_RASD29 de abril 2016, porunsaharalibre.org

O Conselho de Segurança da ONU votou esta sexta-feira para restaurar a missão da ONU no Sahara Ocidental, mas estava dividido no que concerne os passos exigidos a Marrocos para reinstaurar a totalidade da força de paz com as capacidades completas para execução do seu mandato.

A resolução redigida pelos EUA foi apoiada por 10 países no conselho que tem 15 membros. Venezuela e Uruguai votaram contra a medida, enquanto Rússia, Angola e Nova Zelândia se abstiveram.

Marrocos no mês passado expulsou dezenas de funcionários civis da missão MINURSO em retaliação e irritado com o uso do termo “ocupação” pelo Secretário-Geral Ban Ki-moon, para descrever o status do território que reivindica a sua autodeterminação.

A resolução prorrogou o mandato da MINURSO por um ano e enfatizou “a necessidade urgente” da missão retornar à sua “funcionalidade completa.”

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

EUA envia novo projecto da ONU Sahara Ocidental após críticas

cs_onu

29 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Quinta-feira dia 28 de Abril 2016 os Estados Unidos apresentaram ao Conselho de Segurança da ONU um novo projeto de resolução sobre o Sahara Ocidental após alguns membros do CSNU terem contestado um texto anterior cujo conteúdo, segundo eles, não era suficiente para pressionar Marrocos para permitir a total restauração da Missão de Paz da ONU.

O conselho de 15 países tem agendada a votação para hoje, sexta-feira, da extensão do mandato da missão Sahara Ocidental das Nações Unidas, conhecida como MINURSO. O mandato termina no sábado.

Vários diplomatas do conselho disseram que o mais recente projecto dos EUA poderia vir a obter apoio unânime.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

União Africana informou o CSNU que quer uma data para o referendo de autodeterminação do Sahara Ocidental e incluir no mandato a monitorização dos direitos humanos

chissanno union africana

Joaquin Chissanno, enviado especial Unión Africana

27 de abril de 2016, porunsaharalibre.oerg

A União Africana (UA) apelou ao Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) para definir uma data para o referendo de autodeterminação no Sahara Ocidental, e lamenta a decisão de Marrocos de expulsar dezenas de funcionários civis da MINURSO (Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental) dos territórios ocupados. Acrescenta ainda que o Mandato da MINURSO deve incluir a monitorização dos direitos humanos, proposta esta que foi bloqueada por França.

O enviado especial para a região da UA, o ex-Presidente moçambicano, Joaquim Chissano informou num encontro informal o Conselho antes das reuniões formais no final desta semana, quando o CSNU irá deliberar sobre a renovação do mandato da MINURSO, antes que expire no final desta semana.

O Secretário-Geral das Nações Unidas no início deste mês alertou para o perigo da escalada do conflito no Sahara Ocidental  e apelou ao Conselho para renovar o mandato da Missão por um ano. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Aprovado na Assembleia da República Voto de Pesar do BE pela morte do preso político Saharaui Brahim Saika

Assembleia-da-República-1024x768

26 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

O Bloco de Esquerda apresentou no dia 21 de Abril um voto de pesar pela morte do preso político Saharaui Brahim Saika, na Assembleia da República que contou com os votos favoráveis de todas as bancadas parlamentares, excepto o PSD que se absteve.

No texto do voto de pesar é referido que a morte de Brahim Saika é um triste desfecho que revela a urgência de resolução da situação no Sahara Ocidental, através da realização do referendo sobre a autodeterminação decidido no quadro da intervenção das Nações Unidas.

Recordarmos que Brahim Saika foi detido por organizar protestos pacíficos, sendo dirigente da Coordenadora de Saharauis Desempregados e faleceu dia 15 de Abril após ter sido sujeito a tortura e entrado em greve de fome, acabando por entrar em coma (https://porunsaharalibre.org/pt/2016/04/muere-el-sindicalista-y-preso-politico-saharaui-brahim-saika-despues-de-ser-torturado-y-pasar-varios-dias-en-huelga-de-hambre/).

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Parlamento Europeu – Esquerda Unida denúncia situação estudantes e presos políticos saharauis em greve de fome e a expulsão de advogados internacionais

Foto: iueuropa.org

Foto: iueuropa.org

25 de abril de 2016, porunsaharalibre.org Fonte: Izquierda Unida Europa

Numa pergunta escrita, a vice-presidente do Intergrupo para o Sahara Ocidental e deputada da Esquerda Unida, Paloma Lopez, denunciou à Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros, Federica Mogherini, o estado de saúde critico dos estudantes saharauis na prisão de Oudaya, “a sua saúde está-se a deteriorar rapidamente devido às condições na prisão e à sua greve de fome iniciada a 23 de março para denunciar a sua situação. “

Paloma Lopez assinala os graves problemas de saúde dos estudantes, como já publicamos (https://porunsaharalibre.org/pt/2016/04/31o-dia-de-huelga-de-hambre-de-12-estudiantes-saharauis-detenidos/) “As condições de sua detenção não respeitam os direitos humanos”, denuncia Lopez, que apela á UE que atue para acabar com a impunidade das forças de segurança marroquinas e garantir que os direitos fundamentais dos saharauis sejam respeitados.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Conselho Segurança ONU reúne dia 26 com Joaquim Chissano enviado especial de União Africana para o Sahara Ocidental

JoaquimChissano225 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Angola solicitou uma reunião Arria (ver nota de roda pé) do Conselho de Segurança para ouvir o enviado especial da União Africano, Joaquim Chissano, podendo-se ler no pedido de reunião apresentado:

“Considerando o actual status quo prevalecente no Sahara Ocidental e considerando o pedido feito pelo Conselho de Paz e Segurança da União Africana em 6 de abril 2016, a Missão Permanente de Angola solicita a convocação de uma reunião Fórmula Arria sobre o Sahara Ocidental, a ser realizada na terça-feira 26 de abril de 2016 às 15:00 (a confirmar), que irá proporcionar uma oportunidade para Sua Exa. Joaquim Alberto Chissano, ex-Presidente de Moçambique e Enviado especial do Presidente da Comissão da União Africana para o Sahara Ocidental, informar os Membros do Conselho de Segurança, membros da ONU e os observadores da Missão das Nações Unidas, sobre os esforços que ele está a realizar no cumprimento do seu mandato.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Dezenas de estudantes saharauis em Agadir em acção de solidariedade e protesto

25 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Dezenas de estudantes saharauis em Agadir iniciaram na noite de 23 de Abril um greve de fome e vigília de 24h no campus da Universidade, em solidariedade com os estudantes saharauis presos de Agadir e Marraquexe assim como em protesto contra a morte do jovem sindicalista Brahim Saika e pela libertação de todos os presos políticos.

Os estudantes saharauis decidiram em reunião plenária várias ações pacíficas de luta e solidariedade entre as quais uma campanha de imagens de estudantes solidários com os estudantes presos e em greve de fome há mais de um mês, e apelam a todos os jovens que participem nesta campanha.

Os grevistas encontram-se detidos na prisão de Oudaya, Marraquexe, tendo entrado o primeiro grupo em greve de fome dia 23 de Março de 2016, ao qual se juntaram mais presos dias 25 e 30 de Março estando neste momento 13 em greve de fome (lista em anexo).

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Quatro destacados activistas saharauis de direitos humanos foram detidos pela policia marroquina

13059492_1368314636518210_271610071_n22 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Quatro destacados activistas de direitos humanos foram detidos pela policia marroquina à entrada de Guelmin, este fim de tarde.

Sidi Mohmed Dadach, presidente da CODAPSO, Hmad Hamad, vice presidente da CODAPSO, Bomba Lefkir e Feku Ibaihi iam visitar a familia de Brahim Saika, jovem sindicalista e activista saharaui que faleceu a 15 de abril em custodia policial.

À entrada de Guelmin no sul de Marrocos a policia deteve os activistas que foram postos numa furgoneta, estiveram detidos durante hora e meia e informados que estão proibidos de entrar e circular em Guelmin. Às 20h30 estavam já a regressar a El Aaiun, seguidos por um carro da policia.

 

Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2 3 5