Estudantes saharauis presos terminam greve de fome após 38 dias

Comunicado Estudiantes

Comunicado Estudiantes

30 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Após 38 dias em greve de fome, os estudantes saharauis, presos políticos na prisão de Oudaya, Marraquexe, terminam a sua greve de fome.

A administração da prisão retirou os estudantes das celas onde estavam com presos de delito comum, separando assim este grupo e foi-lhes concedido direito a visita. Os 16 jovens estão agora divididos em duas celas de 8 pessoas cada. Sendo reconhecido desta forma que não se tratam de presos de delito comum, mas sim de pessoas detidas pelas suas convicções politicas.

Num comunicado os estudantes saharauis alertam para a necessidade de se manter a pressão para que possam ter um julgamento justo, e realização de perícia médica aos detidos que foram torturados.

Recordamos que estes jovens estão arbitrariamente detidos, tendo-lhes sido sistematicamente recusada assistência judicial e foram sujeitos a tortura e práticas degradantes antes e após a sua detenção.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Declaração de voto do Uruguai – MINURSO renovação mandato

consejo de seguridad_1

Sexta-feira, abril 29, 2016 – Fonte: uruguaycsonu.mrree.gub.uy

Uruguai decidiu votar contra a resolução do Conselho de Segurança que renova por um ano o mandato da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO).

Este voto discordante, não significa que o Uruguai se opõe à manutenção desta missão de paz, mas muito pelo contrário.

Uruguai tem vindo a apoiar de forma clara e consistente significa uma MINURSO com mandato e capacidades adequadas para cumprir as s tarefas atribuídas, especialmente a sua principal missão e que levou à sua criação, que é a realização de um referendo sobre a auto determinação do povo do Sahara Ocidental.

No entanto, razões de forma e de fundo de extrema importância, levaram o Uruguai a tomar esta decisão, a fim de salvaguardar o respeito pelos princípios do direito internacional e do senso comum, que se entendeu estarem a ser seriamente afetados.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>