CEBRAPAZ sauda a Frente Polisario pelos 43 anos de resistencia e luta pela libertaçao do povo saaraui

Foto: Zohra Bensemra

Foto: Zohra Bensemra

Fonte: cebrapaz.org.br

Neste 10 de maio, inspirados pela luta determinada de um povo por sua libertação, o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) congratula a Frente Polisario por seu 43° aniversário, somando-se a todos os movimentos internacionais solidários ao povo saaraui em resistência à ocupação marroquina.

Há quatro décadas, a retirada da potência colonial espanhola abriria um novo capítulo na história da opressão do povo saaraui por uma nação invasora. Preparando-se para finalmente desfrutar da independência, o povo saaraui viu-se obrigado a recorrer às armas para resistir à nova ocupação, lançando-se em quase duas décadas de combate acirrado, enquanto era obrigado a se dispersar por campos de refugiados, pelos territórios ocupados pelo Reino do Marrocos ou pelos territórios liberados em árduas batalhas.

A pendência da descolonização do Saara Ocidental é uma vergonha para a humanidade e para as Nações Unidas, assim como a insuficiência da proteção internacional do povo saaraui diante da perseguição e da opressão pelo Marrocos.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Dr. Kabili Matlusa: A erradicação completa do colonialismo em África não é alcancada até a total independência do Sahara Ocidental

kabili_matoulsaJohannesburgo, 09/05/16 (SPS)

O Diretor do Departamento de Assuntos Políticos da União Africana, Dr. Kabili Matlusa garantiu segunda-feira que as tarefas e as funções da União Africana só estarão completas com a total independência do Sahara Ocidental.

Num discurso no âmbito da segunda sessão ordinária do Parlamento Pan-Africano, Dr Kabili Matlusa disse que “a primeira prioridade da Organização de Unidade Africana foi  completar o processo de eliminação do colonialismo no continente Africano, uma das tarefas alcançados foi a eliminação do apartheid na África do Sul em 1994, mas este programa não será concluido até a total independência do Sahara Ocidental, que ainda vive sob o jugo de Marrocos “

O funcionário Africano salientou que “a mensagem é clara e o Parlamento Pan-Africano quer promover a democracia, a boa governação e os direitos humanos”. Read more

Ayúdanos a difundir >>>