Marrocos inicia novo enfrentamento com os EUA sem fechar a sua crise com Ban Ki-moon

 Fonte: Terra Notícias

O governo marroquino inicia um novo enfrentamento contra os Estados Unidos, após a publicação de um comunicado ontem em tom muito duro contra o Departamento de Estado, ao qual que descreveu como “profundamente anti-marroquino” quando ainda não terminou a crise com o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Em apenas um ano Marrocos tem enfrentado a União Europeia, com o congelamento os seus contatos durante meses devido ao acórdão do Tribunal de Justiça sobre o Sahara Ocidental; posteriormente com Ban Ki-moon, acusando-o de “insultar o governo e o povo marroquino”, referindo-se à “ocupação” marroquina do Sahara, e outros gestos considerados inamistosos.

Agora chegou a hora de um dos aliados tradicionais de Marrocos, como são os Estados Unidos: Rabat não gostou do tom do relatório que o Departamento de Estado publica todos os anos sobre os direitos humanos em países ao redor do mundo, onde são enumeradas abundantes críticas à situação no país norte Africano. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Chile: Câmara dos Representantes insta o governo a reconhecer a República Saharaui

A_UNO_269553-938x535-620x330

Fonte: El Ciudadano Chile, 18 de maio de 2016

A Embaixada de Marrocos tem pressionado vários deputados para evitar que o Congresso reiterasse a sua posição de apoio à autodeterminação do povo saharaui, e que solicitasse novamente ao Governo o reconhecimento da RASD.

Com o apoio de 44 votos a favor e 30 contra, uma maioria de deputados reiteraram o seu apoio ao povo saharaui e pediram ao presidente Bachelet o reconhecimento da República Árabe Saharaui Democrática (RASD) e apoio ao processo de descolonização e ao referendo de autodeterminação.

Os deputados, que representam um espectro amplo e plural de partidos políticos reiteraram o seu apoio aos numerosos acordos aprovados pela Câmara de Deputados nos últimos anos e dirigidos aos sucessivos presidentes no cargo: Frei, Lagos, Bachelet, Piñera e Bachelet novamente . Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Forças marroquinas reprimem protestos sentado pacífico de saharauis desempregados em El Aaiun

img-20160517-wa0002

El Aaiun (capital ocupada do Sahara Ocidental), 05/17/16 (SPS)

Na segunda-feira, forças de repressão marroquinas dispersaram brutalmente uma manifestação pacífica de saharauis desempregados.

A intervenção brutal fez com que os manifestantes feridos, incluindo Mohamed Salem Mohamed, Molud Alouat e Mansur fossem transportados para o hospital, de acordo com uma fonte do Ministério dos territórios ocupados e das comunidades no exterior da RASD.

O protesto sentado com palavras de ordem, exigindo o respeito pelo direito ao trabalho e condenando o assassinato do mártir do sindicalista saharaui Brahim Saika, foi organizada por ocasião do Dia das Nações Unidas para a luta contra o desemprego e a exclusão social.

Os manifestantes denunciaram as autoridades marroquinas pela sua política de repressão, prisões políticas e graves violações dos direitos dos trabalhadores saharauis. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Denunciada empresa espanhola “Anfi Tauro” que saqueia a areia saharaui

playa_tauro_obras

Fonte: San Borondon – Notícias

Esta semana ficou conhecido que a empresa Anfi Tauro S.A. começou o transporte de areia de El Aaiun no Sahara Ocidental ocupado por Marrocos, para colocação na praia artificial Tauro, projecto desta empresa no município de Mogan (Gran Canaria). O primeiro navio transportou 4.500 toneladas e está prevista chegar às 50.000t.

A delegação saharaui para as Ilhas Canárias, depois de ouvir a notícia afirma que se trata de um ato criminoso e ilegal e que contribui para o saque dos bens do povo saharaui, como a pesca e a agricultura que o Tribunal Europeu de Justiça declarou ilegal no processo de 2015/10/12.

Recorde-se que Marrocos ocupa há 40 anos o território, sujeitando o povo saharaui a todos os tipos de atrocidades, prisão, tortura e desaparecimentos, sendo as dunas do qual provem esta areia o mais o lugar mais propício para enterrar cadáveres fazendo-os desaparecer, tal como denunciaram os ativistas Direitos Humanos na zona, e certamente os restos de muitos deles serão transportados na areia para reabastecer praias para o prazer e relaxamento de turistas cansados. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

A Polisario reitera a sua disponibilidade para cooperar com o Secretário-Geral das Nações Unidas e o seu Enviado Pessoal para encontrar uma solução pacífica

ban_0Chahid El  Hafed, 16/05/2016 (SPS)

O Secretariado Nacional da Frente Polisario (SN) reiterou a sua disponibilidade para cooperar com o Secretário Geral das Nações Unidas e o seu enviado especial para chegar a uma solução pacífica que garanta o direito do povo saharaui à autodeterminação.

Num comunicado divulgado após a sua segunda reunião ordinária realizada no domingo, sob a presidência do primeiro-ministro Abdelkhader Taleb Omar, o SN reafirmou o seu compromisso inabalável para com os direitos legítimos do povo do Sahara Ocidental para fazer frente a todas as manobras e intransigências do ocupante marroquino.

No comunicado, a Frente Polisario denunciou a decisão do ocupante marroquino de expulsar o componente político da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO), após a visita do SG da ONU para aos territórios libertados da RASD e à confrontação que se seguiu a esta expulsão, no Conselho de Segurança e nas Nações Unidas. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Palestra sobre o Sahara Ocidental na Escola Secundaria de Oliveira de Azeméis

13262214_1385808071435533_2055108237_o18 de maio de 2016, porunsaharalibre

Mais de 100 jovens participaram numa palestra sobre o Sahara Ocidental na Escola Secundária de Oliveira de Azeméis.

A convite de alunas de economia do 12º ano, Isabel Lourenço, membro da Fundación Sahara Occidental e colaboradora de porunsaharalibre expos aos alunos e professores a situação no Sahara Ocidental.

Foram abordados os vários aspectos do conflito e as suas consequências.

Durante o periodo de debate ficou claro o interesse destes jovens que nunca tinham ouvido falar na última colónia de África.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>