Paloma Lopez (IU): “Com a COP 22, Marrocos esconde a ocupação do Sahara atrás de um halo verde “

Paloma López, eurodiputada de Izquierda Unida

Paloma López, eurodiputada de Izquierda Unida

porunsaharalibre.org

Declaração de voto oral sobre na sessão plenária do Parlamento Europeu, de Paloma Lopez, deputada da Esquerda Unida (Espanha), acerca das propostas de resolução sobre a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima 2016 (COP 22), em Marraquexe (Marrocos).

Paloma Lopez considera as propostas da UE para a COP22 de Marraquexe pouco ambiciosas e avisa sobre o uso propagandístico deste evento pelo regime marroquino.

A deputada também lembrou aos demais deputados que Marrocos, anfitrião da COP22, é responsável pela expulsão da MINURSO (missão da ONU para o Sahara Ocidental), missão que até hoje não está em seu pleno funcionamento, apesar das partes acordaram o retorno de todos os seus membros; É responsável pela quebra do cessar-fogo, assinado por Marrocos e a Frente Polisario em 1991 sob os auspícios das Nações Unidas; É responsável pela cruel repressão de manifestantes saharauis no Sahara Ocidental ocupado.

Lopes concluiu, lembrando os presos políticos Grupo Gdeim Izik, presos e torturado por exigir o direito do povo saharaui à autodeterminação , direito esse que Marrocos deve respeitar, se quiser tornar-se num membro respeitável da comunidade internacional.

 

Ayúdanos a difundir >>>