MDM condena e denuncia expulsão de vice presidente do PPA

logo-mdm

Fonte: Movimento Democrático de Mulheres

MDM condena a atitude arbitrária e prepotente do Reino de Marrocos sobre a Vice-presidente do Parlamento PanAfricano, impedindo-a de participar na Conferência das Nações Unidas sobre o Clima

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) denuncia e condena a deportação forçada e arbitrária da Vice-presidente do Parlamento Panafricano Suelma Beiruk, também dirigente da União das Mulheres Saharauis, hoje de manhã, pelas autoridades de Marrocos, do aeroporto de Marrakech onde ia participar na Cimeira sobre o Clima, para a Argélia.

Suelma Beiruk , vice-presidente do Parlamento Panafricano, deslocava-se a Marrocos para participar na Cimeira do Clima em Marrakech de 7 a 18 do mês corrente, promovida pelas Nações Unidas, quando as autoridades de Marrocos a obrigaram a abandonar o aeroporto de Marrakech, a meteram num voo com destino a Casablanca onde permaneceu horas até que foi obrigada de novo a tomar outro voo com destino a Oran na Argélia. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Polisário apela aos líderes mundiais para qaue COP22 não seja usada para legitimar a ocupação do Sahara Ocidental

proxima guerra polisario sahara marruecosBir Lahlou, 2016/09/11 (SPS)

A Frente Polisario apelou na terça-feira aos líderes mundiais para que a cimeira sobre a mudança climática organizada pela ONU, “COP22” e que começou segunda-feira em Marrocos “, não seja usada para legitimar a ocupação ilegal do Sahara Ocidental e condena a expulsão da vice-presidente do Parlamento Pan-Africano Suelma Beiruk pelas autoridades marroquinas “.

No comunicado, a Frente Polisário alerta os participantes sobre novos contratos marroquinos com empresas multinacionais de exploração e perfuração de petróleo. Contratos ilegais, que são realizados sem o consentimento do povo saharaui.

No comunicado explicam que os refugiados saharauis de Tindouf estão entre os mais vulneráveis devido às alterações climáticas. Prova disso são as graves inundações que devastaram os campos de refugiados. Read more

Ayúdanos a difundir >>>