URGENTE possibildade de novo julgamento de Gdeim Izik – fazer pressão para a saída em liberdade dos presos políticos

gdeim-izik

Segundo informação de familiares dos presos políticos de Gdeim Izik, o Ministério da Justiça do Reino de Marrocos enviou uma comunicação à Amnistia Internacional informando que o novo julgamento do Grupo de presos políticos saharauis, conhecido como Gdeim Izik, se irá realizar no próximo dia 28 de Dezembro de 2016.

Os presos políticos não receberam nenhuma noticia oficial sobre este novo julgamento, pelo que não é possível confirmar que de facto se irá realizar.

Pela parte da equipa de por un sahara libre apelamos mais uma vez a todos os amigos que enviem correios electrónicos a exigir a libertação imediata destes presos dirigidos à Ministra de Negócios Estrangeiros da União Europeia, ao Secretário Geral das Nações Unidas, às Embaixadas de Marrocos, e aos vários organismos de direitos humanos do Parlamento Europeu. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Tribunal de Guelmim adia julgamento dos jornalistas da Equipe Media, Said Amidan e Brahim Laajil

Equipe Media

Fonte: Equipe Media

O tribunal de primeira instância de Guelmim (sul de Marrocos) adiou para 29 de Novembro o julgamento dos jornalistas da Equipe Media, Said Amidan e Brahim Laajil.

A audiência começou às nove horas na presença dos acusados e seu advogado, Abdullah Chalok, que apresentou documentos e provas refutando as acusações e alegações contidas nos registos da polícia judiciária.

O juiz não falou na audiência, nem dirigiu perguntas aos acusados, expondo apenas a decisão de adiamento do julgamento para essa data.

Na audiência de hoje estiveram presentes os de ativistas de direitos humanos Moutik Khadija Abdullah Hassan, Leila Fakhouri e Hassana Abba. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

IU denuncia que Marrocos impediu a vice-presidente saharaui do Parlamento Pan-Africano a participar na COP22

izquierda-unida

Fonte: iueuropa.org

A euro deputada da Esquerda Unida, Paloma lopez denunciou à Alta Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Federica Mogherini, que Marrocos impediu a saharaui e vice-presidente do Parlamento Pan-Africano, Sueilma Beiruk a participar na cimeira COP22 em Marraquexe.

Beiruk foi detida pela polícia marroquina no último 06 de novembro no aeroporto de Marraquexe, onde ela chegou com outros membros da delegação da União Africana para a cimeira do clima. Depois de várias horas, ela foi enviada para Casablanca de avião, onde também passou várias horas em espera até que ele finalmente foi expulsa do país. A delegação decidiu cancelar a sua participação em protesto contra o tratamento que o Reino de Marrocos deu à Parlamentar saharaui.

Lopez, que é vice-presidente do Intergrupo sobre o Sahara Ocidental do Parlamento Europeu, colocou uma pergunta parlamentar a chefe da diplomacia europeia perguntada se ela irá denunciar esses fatos, especialmente quando os países que compõem a União Africana são severamente expostos aos efeitos da mudança climática e que devido à actuação do Reino de Marrocos, não estarão representados. Read more

Ayúdanos a difundir >>>