Paloma Lopez (IU) denuncia prisões arbitrárias, acusações e condenações de jornalistas e saharauis menores

denuncia detencion saharauisFuente: iueuropa.org

A eurodeputada da Esquerda Unida e vice-presidente do Intergrupo do Parlamento Europeu Sahara Ocidental, Paloma Lopez, denunciou à Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros, Federica Mogherini, a detenção arbitrária, detenção e condenação de vários jornalistas saharauis, como um novo exemplo de violações dos direitos humanos e abusos por parte do Reino de Marrocos. Além disso, ela transmitiu a sua preocupação com o caso de três menores detidos e que irão ser julgados a 20 de dezembro. Finalmente, Lopez voltou a informar Mogherini novos casos de tortura de presos políticos saharauis em prisões marroquinas.

Lopez colocou a Mogherini todas estas questões através de quatro perguntas parlamentares. Em relação aos jornalistas detidos, a eurodeputada denuncia os casos Walid Batal, Said Amidan e Brahim Laajil. O primeiro editor de Smara News, foi preso há duas semanas, julgado e condenado a 14 meses de prisão por participar em manifestações pela autodeterminação. Ao mesmo tempo, o Reino de Marrocos julgou o seu pai, Salek Batal, que participou em várias manifestações em 2009. Neste caso, não houve leitura da sentença, e o juiz informou que ele iria receber a sentença através de uma mensagem de texto no telefone. Read more

Ayúdanos a difundir >>>