Embaixador da RASD em Moçambique – O povo saharaui não baixará os seus braços até obter a Independência

 

Moçambique é um dos países que desde a fundação da RASD, apoia de forma política e institucional o povo saharaui, um país com um passado trágico de colonialismo e uma guerra civil.  É também um país com imensas riquezas naturais por explorar, segundo o Banco Mundial, Moçambique tem as maiores reservas de gás natural no continente africano. Uma república jovem que conheceu o fim do colonialismo na época em que os seus irmãos saharauis foram abandonados pelo ocupante Espanhol e vendidos a Marrocos, tornando-se assim a Última Colónia de África.

Ouaddadi Cheij Ahmed El-Haiba, embaixador da República Árabe Saharaui Democrática em Moçambique, tem um longo percurso diplomático, sendo dos mais antigos diplomatas da RASD. Caracteriza-o um profundo conhecimento de África e da União Africana, tendo passado por vários países como diplomata e também estando uma década como líder da bancada da RASD no  parlamento pan-africano. Em entrevista à PUSL deu-nos a sua visão de uma nova fase na luta do seu povo pela independência.

Segundo o Embaixador, Moçambique tem uma posição de principio, é um país que conseguiu a sua independência através de um movimento de libertação. Imediatamente após a independência de Moçambique iniciaram-se a relações diplomáticas primeiro através de representantes e a partir de 1982 com embaixadas. Ouaddadi Cheij Ahmed El-Haiba, esteve como líder da delegação da POLISARIO de 1976 na visita oficial em que foram recebidos pelo presidente Samora Machel. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Zâmbia quer que as fronteiras do Sahara Ocidental sejam respeitadas

FuOnte: toutdz.com / Tradução porunsaharalibre.org

ARGEL – O ministro dos Negócios Estrangeiros da Zâmbia Harry Kalaba, expressou quarta-feira o desejo do seu país que as fronteiras do Sahara Ocidental sejam “respeitada” e que Marrocos “não se esqueça que o Sahara Ocidental é um país membro União africana (UA) “.

“Eu gostaria de ver as fronteiras do Sahara Ocidental respeitados e que Marrocos não perca de vista que o Sahara Ocidental é um país membro da UA,” disse o Sr.. Kalaba depois de sua reunião com o Ministro de Estado e Ministro das Relações Exteriores e Cooperação Internacional Argelino, Ramtane Lamamra.

Ele lembrou que a República Árabe Saharaui Democrática (RASD) é um membro da UA, sublinhando que a organização continental foi criada “, não só para promover o comércio e a cooperação entre os países do continente, mas também para impor respeito da soberania dos estados membros e de suas fronteiras “.
Última colónia de África, o Sahara Ocidental foi ocupado por Marrocos em 1975 após a saída das tropas espanholas e até hoje continua a ser registado na ONU, na lista dos territórios a descolonizar de acordo com as regras do direito internacional na matéria. Read more

Ayúdanos a difundir >>>