Segundo dia da 3a sessão do julgamento de Gdeim Izik

No segundo dia da 3a sessão do julgamento de Gdeim Izik depuseram El Machdufi Taki, El Bachir Boutanguiza e Mohamed Tahlil.

As perguntas do procurador geral do rei, do juiz e da parte civil basearam-se nas confissões obtidas sob tortura. Bountaguiza e Tahlil recusaram-se a responder denunciando novamente que foram vitimas de tortura e que tudo foi fabricado. Também Taki que esta em liberdade com pena cumprida (mas acusado de novo) desde 2013 denunciou a tortura.

Todos reafirmaram a sua qualidade de presos politicos e que a verdadeira razão da sua detenção é a sua opinião política e o facto de serem saharauis e lutarem de forma não violenta peo direito de autodeterminação do povo saharaui e a independência do seu país.

Tahlil disse que são saharaui, está no meio sangue e não me podem tirar isso mesmo que me obriguem a ter identificação marroquina não sou Marroquino sou Saharaui.

Fora do tribunal as familias continuam a manifestar-se e o jovem jornalista Mohamed Daddi que foi detido ontem foi transferido para El Aaiun nos territórios ocupados. Read more

Ayúdanos a difundir >>>