Sahara Ocidental – na universidade de Tokyo

Na passada segunda-feira, Claude Mangin, membro da AARASD, CORELSO e do comité das famílias dos presos de Gdeim Izik, apresentou o conflito do Sahara Ocidental na Universidade Shirokana Mejigakuin à Convite do Centro de Estudos Internacionais para a Paz.

O encontro foi organizado pelo Prof. Katsumato que também é colaborador do jornal Monde Diplomatique e ex-director des te Centro.

Durante o debate o prof. japonês recordou que o Japão, segundo contribuinte da ONU, e devido ao seu passado histórico deverá ter um papel importante para a concretização da independência do Sahara Ocidental.

Após a exposição da Sra. Mangin sobre o processo histórico, a actual situação e o julgamento dos prisioneiros de Gdeim Izik, Sun Zankun, professor de Direito desta Universidade, e especialista no direito à autodeterminação dos povos, reafirmou que todo é claro do ponto de vista jurídico e que o povo saharaui tem direito à autodeterminação.

Ayúdanos a difundir >>>