Familia do preso politico saharaui Abdallahi Abbahah denuncia tortura

A familia do preso politico Abdallahi Abbahah denunciou hoje a tortura a que este activista saharaui foi submetido desde dia 4 de Dezembro.

Há dez dias Sidi Abdallahi Abbahah e Ahmed Sbaai, dois dos presos do grupo de Gdeim Izik detidos na prisão de Kenitra, Marrocos, foram colocados em isolamento total.

A familia de Abdallahi Abbahah falou com ele hoje após a sua saida do isolamento e denunciaram as torturas a que foi sujeito este preso politico, condenado a prisão perpetua.

O local em que esteve em isolamento era um wc, infestado e com dejectos, esteve os dez dias nesse local minusculo com as luzes acessas dia e noite. Os guardas insultavam-no e humilhavam-no continuamente e sofreu ameaças e tortura psicológica.

Desde o dia 4 de Dezembro que está em greve de fome aberta.

A sua situação de saúde é muito grave, e tem os olhos inflamados e continuamente a lacrimejar devido à exposição continua à luz.

A situação de Ahmed Sbaai é idêntica.

A continua utilização de tortura contra os presos políticos saharauis tem que ser objecto de protesto veemente por parte da comunidade internacional.

Ayúdanos a difundir >>>