Gdeim Izik – Mohamed Ayoubi condenado a 20 anos de prisão

A 20 de Dezembro 2017, Mohamed Ayoubi, saharaui do grupo de Gdeim Izik foi condenado a 20 anos de prisão pelo tribunal de recurso de Sale, Rabat.

O caso de Mohammed Ayoubi tinha sido separado do processo do resto do grupo em Junho deste ano e era o único acusado que ainda não tinha recebido sentença do tribunal de recurso.

Ayoubi encontrava-se em liberdade condicional desde o final do julgamento militar em 2013 devido o seu estado de saúde critico.

Ontem o julgamento e leitura de sentença realizaram-se sem a presença de Mohamed Ayoubi, que se encontra em Agadir onde realiza hemodiálise no hospital dessa cidade.

Segundo as informações obtidas pelo PUSL a situação de Ayoubi não sofre alterações e continuará em liberdade condicional. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Pergunta do PCP ao governo português sobre situação dos presos políticos saharauis

Na pergunta dirigida ao Governo (através dos Ministério dos Negócios Estrangeiros) pela Senhora Deputada Carla Cruz, do Grupo Parlamentar do PCP, sobre a “Situação dos presos políticos saharauis”, o PCP questiona o governo se tem conhecimento ou contactou as instituições internacionais sobre este assunto.

O grupo parlamentar do PCP tem dirigido várias perguntas ao governo sobre esta matéria e a grave violação dos direito humanos por parte da força de ocupação marroquina nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Esta bancada parlamentar tem ainda apresentado votos e moções pela libertação dos presos políticos saharauis e pelo respeito do direito inalienável do povo saharaui à autodeterminação, que tem sido aprovados pela maioria dos deputados dos vários partidos representados na Assembleia da República. Read more

Ayúdanos a difundir >>>