Relatório sobre a situação das familias de presos politicos saharauis

Num relatório baseado em dados recolhidos nos últimos 5 anos, a observadora Isabel Lourenço, Ativista de DDHH, Membro da Fundação Sahara Occidental, Colaborador de porunsaharalibre.org) denuncia a gravidade da situação vivida pelas familias dos presos politicos saharauis.

A informação recolhida junto das familias nos territórios ocupados e no reino de Marrocos durantes os julgamentos em Rabat, Salé, Agadir e Marraquexe mostra não só as dificuldades economicas, como sociais e psicológicas que afectam os familiares dos presos.

As longas distâncias que têm que ser percorridas pelas familias que chegam a viajar mais de 1200km para em seguida verem impedida a visita de forma arbitrária são um dos muitos castigos impostos aos presos e seus familiares.

Também é realçado o efeito traumático nos filhos e a constante pressão e perseguição e vigilância a que são sujeitos.

O sistema de rotatividade “sistema roulette” que consiste na transferência dos presos de prisão em prisão em outro dos aspectos que dificulta a organização familiar.

Uma abordagem a uma temática que até ao momento não foi devidamente documentada e que demonstra claramente que Marrocos castiga os presos políticos saharauis e as suas familias muito para além das duras e injustas sentenças atribuídas.

Saharawi Political Prisoners Impact on the Families by porunsaharalibre.org on Scribd

Ayúdanos a difundir >>>