A decisão do TJUE é recebida com alegria pelos saharauis nos territórios ocupados

Hmad Hamad, vice-presidente da CODAPSO, expressou o sentimento de justiça e alegria sentidos pela população saharaui nos territórios ocupados, sabendo que o TJEU mais uma vez publica uma decisão em que afirma claramente que Marrocos não pode vender os recursos naturais do Sahara Ocidental neste caso, pesca.

Hmad Hamad:

O dia 27 de fevereiro de 2018 é um dia muito especial e muito grande ao mesmo tempo, é o dia da celebração da proclamação da nossa nação e não há melhor presente para nós do que a decisão do Tribunal de Justiça Europeu que parou o roubo sistemático de recursos naturais saharauis e destruição da fauna marinha no território do Sahara Ocidental, deixando claro que Marrocos não tem vínculo com a nossa terra.

Nós sentimos a proximidade do mundo e uma profunda sensação de força para finalmente poder para a máquina do saqueo marroquino e seus capangas, de fato, não vamos parar agora, mas pelo contrário, temos que continuar lutando com argumentos e com justiça para paralisar todas as atividades ilegais que o Estado marroquino executa ilegalmente no território ocupado do Sahara Ocidental. Desta forma, abriremos as portas fechadas para a realização da autodeterminação e independência de nossa nação.

Da Associação CODAPSO, queremos agradecer à Western Sahara Campaign que apresentou a queixa e todas as associações que acreditam em nossa luta justa e lutam pela justiça diariamente para impedir o roubo da riqueza natural do povo saharaui e obter sua liberdade. Este resultado realmente foi possível graças às associações internacionais e à diplomacia saharaui no mundo, esta decisão não só nos dá esperança de voltar a acreditar na justiça, mas também nos dá esperança de alcançar mais conquistas no futuro, com base na justiça da nossa causa.

Mais uma vez, a Associação CODAPSO, agradece e aprecia o trabalho de todas as associações e consciências vivas que estão do nosso lado, apesar da chantagem do Estado invasor marroquino, a opressão sistemática sofrida pelo nosso povo nos territórios ocupadas e o sofrimento dos refugiados nos campos da dignidade, por tudo isso, muito obrigado.

Hmad Hammad, vice-presidente da Associação CODAPSO.
El Aaiun ocupado 2/3/2018.

Ayúdanos a difundir >>>