Presos políticos saharauis 22 dias em greve de fome

Após 22 dias de greve de fome os presos politicos saharauis do grupo de Gdeim Izik em greve de fome desde 9 de Março apresentam sintomas graves de saúde e perda de autonomia fisica.

De acordo com os familiares que visitaram ontem os presos em greve na prisão de Kenitra a situação é alarmante.

Mohamed Bourial foi transportado por 4 guardas para a sala de visita uma vez que não se mantém de pé. Bourial reafirmou que não irá desistir da greve de fome até que as suas reivindicações sejam satisfeitas. Segundo a mãe a a irmã, Bourial vomita sangue e o seu estado geral é alarmante.

O irmão de Abdallahi Abbahah também informou que Abdallahi cuspe sangue e toda a água que ingere vomita.

Abdallahi Lakfawni foi transportado para a enfermaria por perda de consciência, mas passado pouco tempo foi posto de novo na cela de castigo. Read more

Ayúdanos a difundir >>>