Eurodeputada Lopez alerta para situação do estudante e preso político saharaui Ouakari Eloifi

PUSL.- Paloma Lopez Bermejo, eurodeputada espanhola de Izquierda Unida e vice-presidente do Intergrupo do Sahara Ocidental, questionou a Comissão Europeia sobre a negligência médica continuada de que é vitima Ouakari Eloifi (também escrito Wakari El Wafi), um preso político saharaui do grupo de estudantes Companheiros de El Wali.

A situação crítica de saúde de Ouakari tem sido denunciada pela família às autoridades marroquinas desde 2016 e também pelo próprio preso nas várias sessões do tribunal de recurso.

Segundo o médico marroquino que o viu há alguns meses,Ouakari necessita urgentemente uma cirurgia. A negligência médica dos prisioneiros saharauis tem sido denunciada ao longo dos anos e é sistemática.

Neste grupo vários dos estudantes encontram-se numa situação de saúde terrível, sendo este o caso mais alarmante e representando sérias possibilidades de ter a vida em risco. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

UA: Delegação marroquina é excluída de uma reunião em Addis Abeba

aps.dz.- ADDIS-ABEBA – A União Africana (UA) decidiu neste sábado proibir a entrada de todos os membros de uma delegação marroquina, depois de esta tentar entrar na reunião de ministros das Relações Exteriores de 15 países africanos, incluindo a República Árabe Saharaui Democrática (RASD), que discutiam a consulta em torno do tema da reforma institucional da UA, nos termos da resolução 687 da última cimeira de Adis Abeba, informa a agência de notícias saharaui (SPS).

A reunião realizada em Addis Abeba, na presença de uma delegação saharaui chefiada pelo Ministro da Água e do Ambiente, Brahim Mokhtar, foi adiada por duas horas, devido a uma tentativa da delegação marroquina de invadir o recinto, provocando a indignação das delegações presentes e dos líderes da Comissão Africana.

Após a tentativa da Comissão Africana de convencer a delegação marroquina de que o seu país não foi convidado para esta reunião, cuja consulta envolve apenas 15 Estados, em conformidade com o parágrafo 3 da resolução 687, resultante da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo de janeiro de 2018 , Marrocos disse que está “determinado a participar da reunião ao lado dos 15 estados envolvidos neste tema da reforma, incluindo a RASD”. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado da F. Polisario sobre a reunião da Comissão de Comércio do Parlamento Europeo

21 de maio de 2018

A 17 de Maio de 2018, a Comissão de Comércio do Parlamento Europeu realizou um debate sobre o ponto da situação das negociações com Marrocos, a fim de realizar alterações aos protocolos e acordos de associação de pesca entre a União Europeia e Marrocos relativas ao Sahara Ocidental.

Valorizamos as posições firmes e responsáveis ​​tomadas pelos membros da Comissão de Comércio, em nome da União Europeia e do direito internacional, e que pedem à Comissão Europeia cumprir rigorosamente o Estado de direito por parte dos membros Comissão.

Notamos com preocupação a intenção delineada durante as discussões com o objetivo de estender tanto o TLC como o FPA com Marrocos, incluindo o Sahara Ocidental Ocupado. É evidente que os procedimentos seguidos visam evitar julgamentos do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias.

Os representantes da Comissão demonstraram arrogância e desprezo pelos acórdãos do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias. Numa tentativa de distorcer a terminologia jurídica utilizada pelo Tribunal, os representantes oficiais da Comissão atreveram-se a usar a ilegal e infundada terminologia marroquina ¨’Províncias do sul ” quando se refere aos territórios do Sahara Ocidental ocupados por Marrocos. Terminologia que está em contradição com as resoluções das Nações Unidas, e mostra desprezo pelo estatuto internacional do Sahara Ocidental como território não autónomo sujeito a um processo de descolonização das Nações Unidas. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Presidente da RASD recebe em Tifariti as credenciais do embaixador do Zimbabué

Tifariti (Territórios Liberados Saharauis), 20 de maio de 2018 (SPS)

O Presidente da República recebeu, no domingo, na cidade libertada de Tifariti, o novo Embaixador Edwin George Mandaza, que lhe entregou cópias das suas credenciais de Embaixador da República do Zimbabué à RASD.

Este é o terceiro embaixador a apresentar as suas credenciais nos territórios libertados saharauis após os embaixadores da Namíbia e de Cuba, que apresentaram suas cartas em março passado.

O embaixador do Zimbábue disse aos jornalistas que o seu país mantém “fortes relações históricas com a República Árabe Saharaui Democrática” e acrescentou que essas relações “não podem ser afetadas por nada”.

“Apesar da distância entre os nossos países, a luta pela liberdade e independência continua sendo um princípio que adotamos há muito tempo”, disse Mandaza, reiterando o apoio do Zimbábue à Frente Polisário na sua luta contra a ocupação. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Claude Mangin suspende greve de fome

PUSL.- Claude Mangin, cidadã francesa e esposa do preso politico saharaui Naama Asfari suspendeu ontem a greve de fome que iniciou a 18 de Abril.

A professora de 62 anos que viu-se obrigada a entrar em greve de fome para ver as autoridades francesas accionarem os canais diplomáticos de forma a lhe ser permitida a entrada em Marrocos para ver o marido.

Uma decisão dificil e uma acção a qual Mangin recorreu após 4 expulsões nos ultimos dois anos, periodo durante o qual não lhe foi permitido ver o esposo.

Ontem, Claude Mangin suspendeu a greve de fome, o governo francês está em negociações ao mais alto nivel com Marrocos e o deputado Jean Paul Lecoq pediu na terça feira passada no parlamento nacional francês que Claude suspendesse a greve.

Um dos objectivos da grevista foi sem dúvida alcançado, o governo francês, os deputados do Parlamento Europeu e centenas de organizações e personalidades apelaram ao governo marroquino que autorize a visita de Claude ao marido. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Governo francês intervém por Claude Mangin, esposa de preso político saharaui

PUSL.- Após quase um mês da greve de fome de Claude Mangin, esposa do ativista saharaui Naama Asfari, o governo e o presidente francês pedem a Marrocos que reconsidere a interdição de entrada desta cidadã francesa no território marroquino.

França pede agora a Marrocos que deixe a cidadã francesa visitar o seu marido, um ativista de direitos humanos que defende a independência do Sahara Ocidental, e segundo declarações oficiais de Jean-Yves Le Drian, chefe da diplomacia francesa no passado 15 de Maio, segue “muito de perto” a greve de fome de Claude Mangin, uma professora de 62 anos.

Na terça-feira Jean-Yves Le Drian disse na Assembleia Nacional francesa em resposta às perguntas do deputado Jean-Paul Lecoq do PCF que ” as autoridades marroquinas foram contactadas várias vezes sobre o caso da Sra. Mangin para conseguir que ela viaje a Marrocos para poder visitar o seu marido.

“Falei várias vezes, não só oficialmente, mas também pessoalmente com o meu colega marroquino”, disse o ministro das Relações Exteriores francês. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Presidente da República de Angola recebe ministro saharauí

jornaldeangola.sapo.ao.- O ministro dos Negócios Estrangeiros da República Árabe Saharaui Democrática (RASD), Mohamed Salem Ould Salek, está desde ontem em Luanda, para contactos com as autoridades angolanas.

Mohamed Salem Ould Salek é recebido hoje, em audiência, pelo Presidente da República, João Lourenço.

À sua chegada ontem a Luanda, o chefe da diplomacia da RASD foi recebido, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, pelo secretário de Estado das Relações Exteriores, Téte António.

A República Árabe Saharaui Democrática reivindica soberania sobre o território do Sahara Ocidental, ex-colónia espanhola que Marrocos reclama como parte do seu reino. É limitado a Norte por Marrocos, a Leste pela Argélia, a Leste e Sul pela Mauritânia e a Oeste pelo Oceano Atlântico. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Direitos Humanos Marrocos – Sahara Ocidental: deputados europeus expressam grande preocupação

PUSL.- Na passada terça-feira no Parlamento Europeu, em Bruxelas durante uma sessão do DROI (Subcomissão para os direitos humanos do Parlamento Europeu) dedicada à situação dos direitos humanos em Marrocos e no Sahara Ocidental vários Eurodeputados manifestaram as suas graves preocupações com as numerosas violações observadas no terreno e denunciadas a nível internacional.

Durante uma troca de pontos de vista com o Presidente do Conselho Nacional Marroquina de Direitos Humanos (CNDH), Driss El Yazami, a deputada galega do BNG, Ana Miranda disse que está “muito preocupada” com as ” graves violações “dos direitos dos presos políticos saharauis, incluindo os do grupo Gdeim Izik e do desaparecimento forçado de saharauis, dos quais foram recentemente noticiados novos casos.

Recordando “os graves atentados” aos direitos fundamentais dos presos saharauis ” vitimas de detenção em isolamento, maus tratos e torturas, a deputada perguntou se Marrocos iria decidir um dia seguir a convenção Contra a tortura e outros tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes que ratificou mas que até ao momento não aplica na prática.

Ela denunciou, como tal, o “julgamento injusto” dos prisioneiros do grupo de Gdeim Izik e sua condenação a sentenças “pesadas”, lamentando o desrespeito dos seus direitos fundamentais. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunidade saharaui em França comemora o 45 aniversário da Polisario

No domingo a associação da comunidade saharaui em França comemorou o 45 aniversario da Frente Polisario sob o lema “Parar a repressão no Sahara Ocidental, libertação de todos os presos políticos saharauis e autodeterminação para o povo saharaui“.

O evento que juntou centenas de saharauis contou com a presença de Brahim Mustafa Sayd, ministro para os territórios ocupados do Sahara Ocidental.

A tarde foi preenchida com música, declamação de poesia, e discursos do ministro e dos representantes da associação da comunidade saharaui em França.

Foi claro o compromiso assumido por todos os presentes com a causa saharaui e o apoio incondicional à Frente Polisario.

Regine Villemont presidente da AARASD (associação de amigos da RASD) enfatizou a necessidade de apoiar os activistas dos territórios ocupados e a cooperação entre associações. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos esconde Abdallahi Abbahah preso politico saharaui

Sidi Abdallahi AbahahDesde 7 de maio que o preso politico saharaui Sidi Abdallahi Abbahah está em local desconhecido após ter sido levado pelas autoridades marroquinas descalço e sem quaisquer pertences da prisão de Kenitra.

Pensava-se que tinha sido transferido para a prisão de Tiflet2 como Mohamed Bourial, outro preso politico saharaui do grupo de Gdeim Izik.

A familia e a advogada francesa Olfa Ouled não conseguiram até ao momento obter qualquer informação das autoridades marroquinas.

Sidi Abdallahi Abbahah foi condenado a prisão perpetua num julgamento sem um minimo de garantias ou respeito pelos procedimentos jurídicos.

Abdallahi Abbahah denunciou as torturas a que foi submetido durante semanas após a sua detenção arbitrária em Novembro de 2010 em El Aaiún após o brutal desmantelamento do acampamento de protesto pacífico Gdeim Izik. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Assembleia da República aprova voto sobre o Sahara Ocidental

A Asssembleia da República de Portugal aprovou no passado dia 11 de Maio um voto de solidariedade com o povo saharaui pelo respeito e concretização do seu direito à autodeterminação apresentado pelo Grupo Parlamentar do Partido Comunista Português.

O voto aprovado afirma que uma solução justa e douradoura do conflito passa necessariamente pelo fim da ilegal ocupação dos territórios do Sahara Ocidental por parte do Reino de Marrocos e da sua política de desrespeito pelos direitos humanos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2 3