Criada Rede Internacional Parlamentaria de apoio à autodeterminação do Sahara Ocidental

PUSL.- Realizou-se hoje em Paris a primeira reunião da rede parlamentaria de apoio à autodeterminação do Sahara Ocidental que reune parlamentarios de varios continentes e tem como objectivo reforçar o trabalho, a troca de experiências e informação a nivel das assembleias nacionais.

Desta primeira reunião resultou a declaração final abaixo transcrita:

Declaração final

Rede Parlamentar Internacional para a Autodeterminação do Sahara Ocidental

Paris, 22 de junho de 2018

Nós, como membros da rede internacional de parlamentares para a autodeterminação do Sahara Ocidental, reunidos hoje em Paris

Salientamos que a organização de resoluções das Nações Unidas:

Especificam que o Sahara Ocidental é um Território Não Autônomo

E por essa razão, o povo do Sahara Ocidental tem o direito à autodeterminação

e que este direito à autodeterminação do povo saharaui é inalienável

e que um referendo exerceria esse direito inalienável à autodeterminação

Reafirmamos que a luta pelo direito à autodeterminação do povo saharaui deve ser reforçada,

Pedimos que em cada país e todos juntos através dos diferentes intergrupos,
grupos parlamentares de amizade, associações de solidariedade e através desta rede, contribuiremos para mobilizar os nossos colegas parlamentares e os nossos governos para implementar um referendo para a autodeterminação do Sahara Ocidental

Continuamos vigilantes de que nesse meio tempo não haverá pilhagem de terras e recursos naturais dentro das fronteiras do Sahara Ocidental, por Marrocos, o poder ocupante

Destacamos que a solidariedade em relação aos presos políticos saharauis representa a consequência óbvia do envolvimento da Rede Parlamentar Internacional para a Autodeterminação do Sahara Ocidental.

Esperamos que esta Rede nos permita coletar informações, intensificar nossa atividade parlamentar relacionada com este grave tema e coordenar as ações parlamentares em escala internacional, como a coordenação das Nações Unidas dos peticionários durante as sessões plenárias da comissão da ONU sobre “políticas especiais”. e descolonização “

Apelamos a cada parlamentario a favor, com o primeiro objectivo de se juntar à na nossa rede, cuja criação foi prevista nas alas da Conferência de Coordenação Europeia para o apoio do Povo Saharaui, realizada em Vitry-sur-Seine nos dias 20 e 21 e 22 de outubro de 2017.

Afirmamos que a Rede Parlamentar Internacional para a Autodeterminação do Sahara Ocidental se reunirá uma vez por ano com uma Presidência rotativa.

Declaramos que esta rede será presidida por Jean-Paul Lecoq, da Assembleia Nacional da França e coordenada por um Comitê Diretor, reforçado pelos membros fundadores desta Rede. O Parlamento saharaui participará nas decisões e funções deste Comité Director.

Ayúdanos a difundir >>>